Belle
Animes e Mangás

Oscar 2022 e as animações japonesas que ficaram de fora

Belle, de Mamoru Hosoda, poderia ter sido um forte concorrente na categoria de melhor longa animado

Diego Barbarossa

8 fev, 2022

A lista com os indicados ao Oscar 2022 já saiu e na categoria de melhor animação em longa-metragem, algumas animações japonesas ficaram de fora da premiação.

Dentre indicados (muito bons, por sinal) ficaram:

E quais foram os longas animados do Japão que poderiam facilmente ter concorrido à categoria?

  • Belle

Escrito e dirigido por Mamoru Hosoda (Mirai), a animação acompanha Suzu, uma jovem pouco popular entre seus amigos de escola, mas depois de entrar no Universo U sua vida mudou para sempre. Na plataforma de realidade virtual ela é Belle, uma cantora de sucesso conhecida e amada por todos. E é nesse universo onde ela conhece uma criatura misteriosa que a leva a viver aventuras em uma jornada de autodescobrimento.

Produzido pelo estúdio Chizu, o filme estreou nos cinemas do Brasil em janeiro.

  • Fortune Favors Lady Nikuko

Com a direção de Ayumi Watanabe (Children of the Sea), a história é sobre Nikuko e sua filha Kikuko vivendo juntas em uma cidade portuária. Nikuko possui alguns segredos que virão à tona no decorrer da história.

O filme é uma produção do Studio 4ºC e baseado no livro de mesmo nome escrito por Kanako Ishii.

  • Josee, The Tiger and the Fish

Produção do estúdio Bones, de My Hero Academia, a animação mostra a relação entre o estudante Tsuneo e a jovem cadeirante Josee. Ao se conhecerem, os dois passam a mudar a visão de mundo um do outro.

Baseado no conto de Seiko Tanabe, Kotaro Tamura (Noragami) está na direção do filme.

  • The Laws of the Universe – The Age of Elohim

Com uma trama entre deuses, a história aborda que há 150 milhões de anos raças alienígenas viviam em paz no planeta sob o domínio de Elohim, o Deus da Terra. Após Dahar colocar o seu plano em ação, a Terra corre perigo de destruição.

O filme animado possui a direção de Isamu Imakake a partir da história de Ryuho Okawa e a produção do estúdio HS Pictures.

  • Pompo: The Cinéphile 

Baseado no mangá de Shogo Sugitani, Pompo é uma cineasta que tem feito apenas produções de baixo orçamento, sem atingir o grande público, como sempre quis. Depois que um assistente de cinema lê um de seus novo roteiros e se emociona, os dois começam a produzir um filme que pode ser grandioso.

Produção do estúdio CLAP (The Tunnel to Summer, the Exit of Goodbye), a direção é de Takayuki Hirao, que trabalhou no anime de God Eater.

  • Poupelle da Cidade das Chaminés 

Por último e não menos importante está Poupelle da Cidade das Chaminés, outra produção encantadora do Studio 4ºC. A história acompanha o pequeno limpador de chaminés Lumbicchi, que sonha em conhecer as estrelas e desenvolve uma relação de amizade com Poupelle, um homem feito de lixo. Yusuke Hirota dirigiu a animação.

Vale lembrar que o Oscar 2022 está marcado para acontecer no dia 27 de março.

Deixe um comentário