Tuca e Bertie o Friends da animação que a Netflix cancelou | Crítica

0
153
Tuca e Bertie
Tuca e Bertie cancelada pela Netflix

Pássaros que não alçam vôos, e não mesmo. É o caso de “Tuca e Bertie”, série de animação original Netflix criada por Lisa Hanawalt, produtora de “BoJack Horseman”. A série não é ruim! Muito pelo contrário: quem cortou as asinhas da série foi a própria Netflix, que, no final de julho, informou a “descontinuidade” da série (para usar um termo bem moderno). Os fãs foram à loucura, e não é para menos.

Utilizar animais em animações para adultos é um dos bons recursos para o humor para gerar catarse e, por incrível que pareça, identificação com o ser humano. Já falei isso no meu artigo sobre “Aggretsuko” (leia em Aggretsuko ou por que a fábula e animação se encontram? ). Com Tuca e Bertie, não é diferente.

Tuca e Bertie
Pedida divertida apesar de única temporada na Netflix.

“Tuca e Bertie”, as personagens com vozes tão engraçadas e genuínas quanto a própria animação, estreladas por Tiffany Haddish e Ali Wong, conta a história de duas amigas que moravam juntas até Speckles, o namorado de Bertie, ir morar com ela e Tuca ser obrigada a se mudar para outro apartamento, no mesmo prédio. Tuca é a típica destemida, desconstruidona, mas com pouca credibilidade. Bertie é inteligente, carismática, mas bem insegura. Características antagônicas que se complementam muito bem quando a comédia é o tom da série.

Assisto aos episódios de “Tuca e Bertie” e é como se estivesse assistindo à 11ª temporada de “Friends”, seriado antológico da virada do século. Dois dos motivos já foram citados: amigos se transformando em vizinhos e características de personagens fortes, mas bem antagônicos. O entra e saí das personagens nos apartamentos e o abrir e fechar de portas típicos de sitcom, foram dragados para dentro de uma animação que consegue, ao meu ver, ser mais divertida do que “BoJack Horseman” – mas igualmente empática com seu espectador. Além de tudo isso, possui uma redação divertidíssima, mesmo com alguns termos pesados, por vezes, desnecessários, com piadas super rápidas. Tão rápidas quanto a carreira meteórica da série. São apenas 10 episódios da única temporada de “Tuca e Bertie”. Quando comecei assistir à série, não imaginei que seria tão curta. Torço para que os novos vôos de Lisa Hanawalt sejam maiores na próxima série porque tenho certeza que serão bons.

Mesmo com uma única temporada, “Tuca e Bertie” vale a pena, tanto quanto “Friends”. Entendedores entenderão!

Continue no CosmoNerd para mais novidades, listas e análises da cultura pop, geek e nerd. Aproveite para se inscrever em nosso canal do Youtube, ativando as notificações para não perder nenhuma novidade em vídeo.