Cruella
Filmes

Emma Stone também estuda processar a Disney

Depois de Johansson, Emma Stone pensa na possibilidade de também entrar com um processo contra a Disney

Diego Barbarossa

30 jul, 2021

Emma Stone também está estudando a possibilidade de entrar com uma ação contra a Disney pelo lançamento de Cruella na plataforma do Disney+, segundo Matt Belloni, ex-editor do The Hollywood Reporter (via ScreenRant).

De acordo com as informações, vários artistas estavam cogitando essa possibilidade, e quando Scarlett Johansson deu o pontapé inicial, com o seu processo pelo lançamento de Viúva Negra no Disney+, foi aberta uma brecha para que essa discussão ganhasse mais visibilidade, pois a "Disney é complicada de se lidar".

Outro ponto interessante é que Emily Blunt também estaria interessada em entrar nesse jogo por causa da estreia de Jungle Cruise na plataforma recentemente.

Lançado no Disney+ pelo Premier Access, em que o assinante da plataforma paga um valor a mais para ter acesso antecipado ao conteúdo, Cruella chegou ao Brasil custando cerca de R$ 69,90. Uma continuação para o longa já está em pauta nos corredores da Disney, mas se isso vai barrar o projeto só o tempo irá dizer.

Com a direção de Craig Gillespie (Eu, Tonya) e o roteiro de Tony McNamara (A Favorita), a trama acompanha Estella (Emma Stone), a jovem que vive em Londres nos anos 1980 com outros encrenqueiros e que virá a se tornar a temida vilã Cruella DeVil. Assim, conhecemos o verdadeiro motivo que ela tem para querer a pele dos dálmatas - leia a crítica.

Deixe um comentário