Namor quadrinhos
Opinanerd

Direitos de Namor com a Marvel nos cinemas. O filme vai acontecer ou não?

Edipo Pereira

3 jun, 2016

Parece que o jogo virou e o Namor não pertence mais à Universal

ilustração de "Namor: O Primeiro Mutante"A quase falência da Marvel Entertainment na década deixou marcas dignas de novela mexicana para as discussões do mundo pop/nerd. Para respirar financeiramente, a empresa vendeu os direitos cinematográficos de diversos personagens. Os casos mais notórios são dos X-Men, Quarteto Fantástico e Demolidor para a Fox, além do Homem-Aranha para a Sony. Geralmente os contratos se pautavam na periodicidade de produção, onde os direitos poderiam ser revertidos para a Casa das Ideias caso o contratante não fizesse um filme durante determinado tempo, e é por isso que personagens como o próprio Homem Sem Medo e outros como Blade, Justiceiro e Motoqueiro Fantasma retornaram para a Marvel.

O tempo passou, a Marvel Studios explodiu de sucesso e o arrependimento por tais negociações bateu, e periodicamente voltamos a falar sobre o assunto. A bola da vez é o Namor. O personagem (que já teve easter egg em Homem de Ferro 2) tinha seus direitos cedidos à Universal, mas parece que o jogo virou quando o executivo Joe Quesada, em entrevista à Kevin Smith, possuir de volta os direitos do Príncipe Submarino. Infelizmente esses contratos são de detalhes desconhecidos, e ficamos à mercê de informações picotadas em entrevistas. Mas na hipótese de total veracidade, você acha que seria possível um filme do Namor, ou sua inclusão em algum filme do universo cinematográfico da Marvel?

Antes de 2020, pouco provável. Tudo está minuciosamente planejado para a vindoura Guerra Infinita de Vingadores 3, que será dividida em duas partes sendo a última agendada para 2019. Além disso, a Marvel irá incluir 3 novo personagens com filmes próprios até essa data: Doutor Estranho, Pantera Negra e Capitã Marvel. Imagina se esses três filmes arrasarem nas bilheterias e ganharem continuações? A agenda aperta ainda mais. No calendário também á o fator Homem-Aranha, que deve contar com pelo menos três filmes solo com o controle criativo da Marvel Studios depois do acordo com a Sony. Não custa também lembrar que o filme dos Inumanos, apesar de ter sido adiado por tempo indeterminado, ainda está nos planos (ou não).

Jason Momoa como AquamanOutro fator que contribui para o não acontecimento de um filme do Namor é que a Warner / DC irá produzir um longa do Aquaman para 2018, estrelado por Jason Momoa. Trazer um herói aquático na mesma época poderia gerar uma concorrência negativa para ambos. O ideal então é esperar e ver o que acontece. Mais uma coisa: Namor não é lá tão carismático. Aproximar o público do Príncipe Submarino seria um trabalho cuidadoso. Vale lembrar que outros personagens como Tony Stark (que nos cinemas é vivido por Robert Downey Jr) não gozavam antigamente do prestígio que possuem hoje, então tudo é possível.

Kevin Costner em O Segredo das ÁguasE como não existe refeição gourmet grátis para os executivos de Hollywood, precisamos falar sobre o dinheiro. É sabido que produzir, gravar e editar cenários aquáticos gera um custo muito alto, e "custo" não é uma palavra que agrada para essa gente caso não venha acompanhada de "certeza de retorno e lucro sob o investimento". Só pra ter ideia, o arrasa-quarteirão Titanic (1997) gastou cerca de US$ 200 milhões, algo inimaginável na época mas que teve excelente retorno (cerca de US$ 1,9 bilhões em 15 anos). Entretanto, a grande aposta Waterworld - O Segredo das Águas (1995) mal conseguiu se pagar num orçamento de US$ 180 milhões. Curiosamente, o filmes protagonizado por Kevin Costner é da própria Universal.

Enquanto novidades não surgem, só nos resta especular. Quem sabe um filme dos Invasores?

Deixe um comentário