One Piece
Listas

8 Motivos para maratonar One Piece na Netflix!

Lucas Freitas

30 set, 2020

One Piece caminha avassaladoramente para seu milésimo episódio, e isso acaba afastando muita gente que enxerga na jornada criada por Eiichiro Oda uma enfadonha e interminável aventura inconclusiva.

Mas antes que você repita o meme de “Eu me odeio, mas não o suficiente pra assistir 900 episódios de um pirata que estica” deixa eu te passar um pouquinho do porquê você deveria largar esse pensamento completamente bobo, colocar teu chapéu de palha e embarcar nessa jornada rica e fabulosa que conquista fãs pelo mundo inteiro, além de ser sucesso implacável em todas as mídias. Assim, você aproveita a chegada do anime na Netflix a partir do dia 12 de outubro. Confira:

O Protagonista

Para muitos, um protagonista bobo, um homem destemido ou apenas um pirata que estica. A verdade é que se o Luffy não fosse um bom personagem, a história de One Piece provavelmente não faria o sucesso que faz. É absolutamente inquestionável o carisma e a determinação que o capitão carrega e transpira durante toda a sua trajetória. Ele aprende e se transforma, mesmo que de forma sutil aos nossos olhos, e nos lapsos de pura maturidade nos faz enxergar o porquê ele ter a alcunha de capitão e a determinação carregada para ser o rei dos piratas. Luffy quer ser o rei dos piratas porque ele acredita que ter esse título o tornará o homem mais livre do mundo, e é nisso que ele vai te fazer acreditar junto.

Não é nada como um poder especial, mas ele tem a habilidade de fazer aliado todos aqueles que ele conhece. E essa é a habilidade mais assustadora de todo o alto mar”, MIHAWK, Dracule.

Cada membro importa

One Piece

Não haveria um capitão sem sua tripulação, e a tripulação de Luffy é incrível. Cada membro tem personalidade própria, opinião, forma de agir. É tudo muito orgânico e não passa despercebido para o espectador. Cada urgência nos faz temer pela vida deles e é simplesmente impossível não se apegar em um ou ao outro (ou a todos) e dar boas risadas com uma palhaçada aqui e ali. Apesar de ser um anime de batalha, cada função é bem distribuída e não necessariamente atrelada à luta, mas é bem óbvio que todos eles sabem se virar bem quando a situação aperta. Ou quase todos.

O protagonista de One Piece não é o centro do universo (chupa Naruto)

One Piece

Em One Piece, diferente de vários outros shounens (animes de lutinha), o mundo não está circulando em volta do umbigo do predestinado. Não, o Luffy não é o homem mais forte do planeta, ele não tem um demônio selado dentro dele que provê energia infinita, não tem uma habilidade herdada que faz ele ter super-força e nem é um ceifador da morte que absorve todas as essências e raças da série (ok, fui longe demais nas referências).

Na verdade, Luffy é um aspirante e está galgando seu caminho, porém ele começou em uma era onde vários outros já saíram na frente dele em busca do tesouro One Piece. Ele não é o mais provável a ser o rei dos piratas, mas é claro que você vai torcer por ele. Esse senso de realidade dá, além de um caráter de urgência, que é extremamente empolgante e desafiador, a felicidade de acompanhar cada progresso e vitória do Luffy e sua turma como se fossem nossas. Enquanto eles resolvem algo em uma ilha, em tempo real algo está acontecendo em outra e temos apenas um panorama de mais vilões ficando cada vez mais fortes. É um mundo completamente orgânico e simultâneo que só uma obra bem escrita traz.

Combate ao fascismo

One Piece

No mundo de One Piece, piratas e marinheiros batalham em alto mar como cães e gatos, mas quem realmente tem o controle do mundo é o Governo Mundial - uma instituição de viés fascista que manipula todo o contexto mundial. Nepotismo, protecionismo, escravidão, suborno, chacina, destruição em massa de arquivos históricos, se tudo isso não te faz sentir nojo, você precisa conhecer os chamados "Dragões Celestiais", que são famílias protegidas pelo governo.

One Piece não esconde que o Governo Mundial é um mal a ser combatido e os nossos "heróis" batem de frente, constantemente, com inúmeras injustiças e situações de pura revolta. Por sorte, Luffy e sua turma não levam desaforo para casa, são especialistas em quebrar a cara desses fascistas e queimar a bandeira que representa o governo como uma declaração de luta e resistência.

Vai te fazer chorar

One Piece

Eu sempre falo que "personagem de One Piece que não tem história triste ou não foi mostrado o seu passado ou ainda não entrou na série". A obra é carregada de momentos extremamente emblemáticos e emocionais desde o início, a carga emocional de cada um e seus sonhos vão estar para sempre na bagagem de quem acompanha, e você com certeza vai acabar se vendo aflito ou tocado em um momento ou outro. One Piece é pura emoção!

Design de personagens em One Piece

A arte de Eiichiro Oda é, por vezes, bastante questionada, justamente por ser bastante original! Claro que se tratando do início do anime estamos falando de algo que foi lançado em 1999, 21 anos atrás, muita coisa mudou e muita qualidade foi impressa em tela. Mas uma coisa o Oda sempre evoluiu e sempre foi sua marca registrada: Originalidade. Com exceção de algumas personagens femininas que são um ponto baixo no design, todos são extremamente únicos. Seja em altura, rosto, expressões, risadas, formato e até mesmo o modo de pensar. One Piece é tão único e de universo tão rico e duradouro que é desafiador pensar que o autor conseguiu não cair no clichê. E não se engane, não é porque um personagem é gordo ou feio que ele é fraco ou alívio cômico, o Oda faz questão de dar holofote pra todo mundo e só dá ao ridículo quem realmente merece.

Temas importantes e atuais como racismo, sexualidade e gênero

One Piece debate temas de forma sutis e também de formas bastante maduras até mesmo para uma obra oriental de gênero shounen. É normal que isso fique de lado na maioria das obras mas aqui a representatividade está presente seja em formas completamente sutis como nas formas mais escancaradas possíveis. Pessoas que lutaram contra a opressão do racismo contra raça (aqui retratada de forma brilhante entre homens e tritões), pessoas trans, gays, queers, drags. One Piece bebe da nossa realidade também nesse aspecto e sem fazer sátira disso. Sem fazer muito alarde consegue passar a mensagem e ainda nos fazer refletir e encarar nossas próprias ideias sem parecer pesado ou piegas demais.

É sobre a jornada

Mar recheados de monstros, ilhas suspensas no céu, personagens cativantes e tramas mirabolantes. Tudo isso é o pano de fundo para uma jornada em busca do tesouro One Piece. Você vai passar por muitas etapas pensando sobre o que é o tesouro e sobre os demais segredos envolvidos nele, mas nunca vai deixar de curtir a viagem, admirar as incríveis façanhas de Luffy ou morrer de ansiedade para saber o que virá na próxima ilha. Uma coisa é certa, One Piece é um prato cheio pra quem tem espírito de aventura e está disposto a encarar a melhor parte de qualquer missão: A jornada.

______

Vale lembra que, o anime de One Piece estará chegando à Netflix em 12 de outubro. Assim, reúna o seu bando, preparem as velas e aproveitem a viagem.

Deixe um comentário