Hqs e Livros

As curiosidades mais interessantes sobre O Coisa, do Quarteto Fantástico

CosmoNerd

26 jul, 2017

Criado em 1961, pelos lendários Stan Lee e Jack Kirby, O Coisa, conhecido popularmente pelas suas aparições nos filmes como um dos protagonistas do Quarteto Fantástico, guarda uma história cheia de curiosidades por trás daquele rosto laranja e de pedra. Assim como todos outros membros do Quarteto Fantástico, Ben Grimm só ganhou seus poderes para virar super-herói quando foi exposto a uma radiação durante uma viagem ao espaço. Antes disso, ele tinha uma vida normal como um ser humano qualquer.

Grimm nunca gostou de ficar em casa. Veio de um bairro humilde na costa leste americana, e não fugia de uma briga desde cedo — chegou a participar de grupos com os amigos para patrulhar as ruas durante a madrugada. Sempre apto aos esportes, se dependesse de seu talento esportivo ele poderia ter dito uma vida longe de superpoderes, afinal, ele era um exímio jogador de futebol americano.

Grimm dominava tão bem a bola oval que entrou para a faculdade através de uma bolsa de estudos por conta de suas habilidades com o futebol americano. Estrela na posição de quarterback, foi lá que ele conheceu Reed Richards, vulgo Senhor Fantástico. Os dois ficaram amigos nos tempos de faculdade, mas enquanto Grimm era popular no círculo social e fazia sucesso nos campos, Richards sempre foi mais nerd e tinha aspirações de fazer carreira na ciência desde cedo.

Apesar de todo sucesso, virar profissional no futebol americano não era a ideia de Grimm, que sempre teve como visão tornar-se piloto e ajudar o seu país. Dessa maneira, os esportes ficavam em segundo plano.

A ligação esportiva de Grimm não para por aí. Quando já estava consolidado como O Coisa, ele não se afastou dos esportes. Após sair do Quarteto Fantástico em uma de suas jornadas nos quadrinhos, Grimm pegou a estrada e juntou-se a um clube de moto. Lá, ele conheceu Sharon Ventura e Vance Astrovik, com quem ficou amigo e entrou para a Unlimited Class Wrestling Federation. Na liga de wrestling, O Coisa venceu vários torneios para super-heróis e chegou a ganhar o cinturão — mas a aventura não durou muito tempo.

Aliás, wrestling soa como um esporte perfeito para O Coisa. De acordo com o site oficial da Marvel, ele é um dos super-heróis mais pesados que existe, pesando 226 quilos.

Wrestling e futebol americano não são os únicos esportes, pois Grimm tem uma conexão com o poker. Em um episódio da série “Os Vingadores”, o grandalhão encarou os seus companheiros de Quarteto Fantástico no poker e conseguiu um full house, algo raro de conseguir nesse esporte. Além disso, em mais histórias juntou-se com personagens como Doutor Estranho, Wolverine, Homem-Aranha e outros da Marvel para jogar poker.

Além dos esportes, vida amorosa de Grimm sempre foi agitada desde os tempos de universidade, que continuou mesmo após ele virar a criatura com mais de 200 quilos. Nos quadrinhos, ele chegou a ter pequenos relacionados com Sharon Ventura e Kathleen O'Meara. Mas como a própria Marvel conta, nada de muito duradouro.

A popularidade social de Grimm traduziu-se muito bem nas vendas. A ideia de Lee em criar um super-herói nada convencional, com cara estranha e formas gigantescas deu muito certo. O Coisa é considerado pela revista Empire como um dos 50 super-heróis mais famosos do mundo.

E, com tamanha popularidade, as aparições chegam além de filmes e quadrinhos. O Coisa também tem uma longa história nos videogames, com a primeira aparição tendo chegado em 1984, ainda para Atari, no game Questprobe. Ao longo das décadas, ele apareceu em vários outros games, sendo o mais famoso no Marvel: Ultimate Alliance 2.

Com um passado recheado de muitos esportes e popularidade por onde passou, O Coisa já está na cultura popular há mais de 50 anos e tem um legado segmentado como um dos super-heróis mais queridos da Marvel. Mais uma história criada por Lee que rendeu muito bem.

Deixe um comentário