Kim Ki-Duk
Filmes

Kim Ki-Duk, premiado cineasta sul-coreano, morre de Covid-19

Kim já foi premiado em Cannes, em Veneza, Berlim e em diversos festivais

Diego Barbarossa

11 dez, 2020

Kim Ki-Duk, um dos principais nomes do cinema sul-coreano, faleceu aos 59 anos devido a complicações da COVID-19. Segundo o Deadline, ele estava internado em um hospital na Letônia, onde iria morar, e faleceu na manhã desta sexta-feira (11).

Ki-Duk foi bastante premiado durante sua carreira internacional. O cineasta foi duas vezes indicado à Palma de Ouro, no Festival de Cannes, vencendo, em 2011, com o filme Arirang. Além disso, participou no Festival de Veneza, ganhando o Leão de Ouro por Pietá, em 2012, e com também já ganhou o Urso de Ouro em Berlim.

O filme de Kim Ki-Duk foi Crocodile, de 1996, que foi bem recebido na Coreia e exibido em festivais na Europa. O último longa produzido pelo cineasta foi Dissolve, de 2019, exibido em Cannes.

Durante o movimento #MeToo, o cineasta foi acusado de assédio por uma atriz do elenco de Moebius, de 2013. Ele chegou a responder judicialmente por agressão, mas não pelo assédio.

Deixe um comentário