Filmes

DNA | Filme francês ganha trailer; assista

Edipo Pereira

21 set, 2021

Com estreia nos cinemas brasileiros marcada para 30 de setembro, a aguardada produção francesa DNA, estrelada e dirigida por Maïwenn, ganhou nesta segunda-feira (20) um emocionante trailer inédito. Integrante da seleção oficial do Festival de Cannes 2020 e exibido em outros importantes festivais como San Sebastián, Zurique e o Varilux, DNAconta uma história tocante sobre relações familiares, o legado deixado por entes queridos e a busca de uma mulher por suas origens.   

Assista no topo da postagem.

“Era graças a seu avô que éramos uma família. Era ele que nos reunia e, apesar de tudo que nos separava, fazia de nós uma família”, diz Neige, interpretada pela atriz e diretora Maïwenn em uma das cenas. O premiado longa-metragem conta com nomes consagrados do cinema francês, como Fanny Ardant (“Elizabeth”, “8 Mulheres”) no papel de Caroline, a mãe da protagonista; Louis Garrel (“Adoráveis Mulheres”, “No Portal da Eternidade”), como François, o espirituoso amigo e conselheiro de Neige; Marine Vacth (“Jovem e Bela”, “Pinóquio”), interpretando Lilah, a irmã da protagonista; entre   outros.

Elogiado pela crítica nos diversos festivais pelos quais passou, DNA recebeu quatro indicações ao César Awards 2021, o Oscar do cinema francês. O longa concorreu nas categorias de Melhor Direção (Maïwenn), Melhor Atriz Coadjuvante (Fanny Ardant), Melhor Ator Coadjuvante (Louis Garrel) e Melhor Trilha Original (Stephen Warbeck).

Além de protagonizar e dirigir o filme, Maïwenn também assina o roteiro ao lado de Mathieu Demy. A produção é da Why Not Productions e da Arte France Cinéma, com participação da ARTE FRANCE, CANAL+ e CINÉ+. A distribuição do longa-metragem no Brasil é da Vitrine Filmes com apoio cultural da Unifrance.

Sinopse de DNA

Neige, divorciada e mãe de três crianças, visita regularmente Emir, seu avô argelino, que vive em um asilo. Ela adora e admira aquele que é o suporte da família, o homem que a criou e que a protegeu da atmosfera tóxica que marcava o relacionamento com os pais. As relações entre os muitos integrantes da família são complicadas, e a morte do avô desencadeia em Neige uma profunda crise de identidade.

Deixe um comentário