Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática
Filmes

Confissões de Uma Garota Excluída | Livro de Thalita Rebouças vai ganhar filme pela Netflix

Netflix anuncia adaptação cinematográfica de Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática

Becky C.

6 nov, 2020

Durante o evento de produções da Netflix, foi anunciado que Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática, obra de Thalita Rebouças, será adaptado para um filme.

Antes dele, outra obra da autora, Fala Sério, Mãe!, foi lançado para os cinemas em 2017 e trouxe Ingrid Guimarães e Larissa Manoela no elenco. Além disso, ela escreveu recentemente um roteiro para a Netflix, chamado Pai em dobro, que ainda não tem data de estreia, mas que a autora confirmou que irá transformá-lo em um livro.

Lançado em 2016, Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática acompanha a história de Tetê, uma adolescente que, aparentemente, não tem nada de espetacular, e tem que se mudar do seu espaçoso apartamento na Barra da Tijuca para a casa dos avós em Copacabana. Com a mudança, ela precisará recomeçar a vida de várias maneiras. A escolar, o que é um desafio para qualquer adolescente, e a familiar em um local apertado demais para 5 pessoas. Na sua vida pessoal, ela descobriu que consegue lidar com qualquer coisa... cozinhando! E adora comer os seus quitutes. Apesar de todas as novidades, sente-se aliviada em ter saído do colégio onde sofria bullying e teve uma terrível desilusão amorosa. Mesmo insegura em seu primeiro dia de aula, sem conhecer ninguém, ela percebe que as coisas podem ser um pouco menos dramáticas do que se espera.

A história traz o bom humor da autora, com trechos leves e divertidos, que unem a dramaticidade natural da adolescência de uma garota que se sente excluída por não ser padrão, mas acaba descobrindo que as coisas podem ser diferentes graças a boas amizades. O livro traz assuntos como bullying, gordofobia, padrão estético, orientação sexual (embora pautado no estereótipo do gay chaveirinho), vários temas interessantes e que devem ser discutidos desde tenra idade. É bem juvenil, perfeito para o público-alvo que ele busca. Aliás, quase perfeito.

ZONA DE SPOILER! SE NÃO QUER SPOILER, PULE ESSE PARÁGRAFO!

O livro tem um rolê muito errado no final. A protagonista, Tetê, é uma garota que é descrita como "não magra" ou "gordinha", além disso, ela é "largada", o que quer dizer que ela não gasta tempo em salão de beleza ou se preocupado com a autoimagem. Porém, quando ela conhece o seu gay chaveirinho (o típico personagem estereotipado gay acessório cuja existência é apontar os pontos em que a protagonista tem que melhorar e ajudá-la nisso, como mandar ela fazer o buço, falar sobre corte de cabelo, moda, estilo...), ela começa a mudar fisicamente. E a autora tenta fazer com que a mudança seja de dentro para fora, mas não rola, porque é muito claro quando ela diz que está muito mais feliz pois emagreceu, e atrelando a felicidade exclusivamente como algo relacionado à imagem. Tá errado? Não totalmente. Mas vamos combinar que esse rolê não tá certo se você quer passar a ideia inicial, que era entender que o que os outros pensam de você diz mais sobre eles do que você. Ou eu posso estar errada, vocês podem me contestar.

FIM DA ZONA DE SPOILER!

Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática vai contar com Klara Castanho, Julia Gomes, Kiria Malheiros e Fernanda Concon no elenco. O filme ainda não tem data de lançamento, mas, enquanto isso, vale a pena dar uma conferida na obra original.

Deixe um comentário