Druk-Mads-Mikkelsen-Photo-By-Henrik-Ohsten-filme-Thomas-Vinterberg
Filmes

Cinema do Dragão reabre ao público com três estreias nesta quinta

Seguindo todos os protocolos sanitários para enfrentamento ao novo coronavírus, o Cinema retoma a programação presencial com “First Cow - a primeira vaca da América”, “Alvorada” e “Druk - mais uma rodada”. Sessões virtuais são mantidas na plataforma Cinema Virtual e no YouTube do Dragão

Edipo Pereira

30 jun, 2021

Após três meses com atividades presenciais suspensas em virtude do agravamento da pandemia no Ceará, o Cinema do Dragão retoma as suas atividades a partir desta quinta-feira (1º). Em sua 361ª semana de programação, a sala 2 traz as estreias de First Cow - a primeira vaca da América, de Kelly Reichardt; Alvorada, de Lô Politi e Anna Muylaert; e Druk - mais uma rodada, de Thomas Vinterberg.

Os ingressos custam R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia) e poderão ser adquiridos na bilheteria do Cinema do Dragão e no site Ingresso.Com. Às terças, o acesso tem valor promocional por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

O Cinema do Dragão seguirá ainda com sessões diárias na plataforma Cinema Virtual e exibições de curtas brasileiros e clássicos no canal do Dragão no YouTube. Nesta quinta, estreiam na sala virtual do Cinema do Dragão na plataforma Cinema Virtual os filmes Elyse - A coragem vem do coração e Máfia S.A, além de outros 12 títulos já em cartaz, com ingressos a partir de R$ 19,90, também disponíveis para assinantes do serviço de streaming NOW.

As estreias da sala física no Cinema do Dragão

Grande destaque da última edição do festival de documentários É Tudo Verdade, Alvorada também foi exibido recentemente no Reino Unido, no Sheffield Doc Fest. O filme é ambientado na intimidade do Palácio da Alvorada e aborda o cotidiano da presidente Dilma Rousseff, primeira e única mulher a governar o Brasil, em meio ao desenrolar dramático do golpe que a tirou do poder.

First Cow - a primeira vaca da América figurou em várias listas de melhores filmes de 2020 e é o mais novo trabalho da cultuada cineasta norte-americana Kelly Reichardt (de Night Moves). Exibido no Festival de Berlim e no Festival de Nova York, o filme se passa em 1820, quando um cozinheiro solitário e habilidoso viaja para o território do Oregon, nos Estados Unidos, onde conhece um imigrante chinês que também busca criar sua fortuna. Logo, eles se unem em um perigoso esquema para roubar leite de uma premiada vaca local, a primeira e única em todo o território.

Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro e selecionado para a competição principal do Festival de Cannes de 2020, Druk - mais uma rodada é o mais recente filme do renomado cineasta dinamarquês Thomas Vinterberg (de A Caça) e estrelado por Madds Mikkelsen (da série Hannibal). O filme acompanha a história de quatro professores com problemas pessoais que decidem testar a teoria que, ao manter um nível constante de álcool em suas correntes sanguíneas, suas vidas irão melhorar. No início, os resultados são animadores, mas no decorrer da experiência eles percebem que nem tudo é tão simples assim.

cinema-do-dragao-do-mar

Deixe um comentário