Depois da estreia, é hora de pensarmos no futuro de Luke Cage na Netflix

Curtimos demais a primeira temporada de Luke Cage! A parceria Marvel e Netflix atingiu novos patamares com uma série de representatividade, dando novos rumos ao universo Marvel da TV (leia nossas primeiras impressões aqui e nosso review aqui).

Passada a empolgação, é hora da Marvel refletir a respeito dos erros cometidos e manter o que estava funcionando. Sendo assim, separamos alguns pontos que desejamos ver na segunda temporada da série (se é que ela irá ocorrer):

1. Uniforme

Na forma de Easter-Egg podemos conferir o uniforme clássico do herói, da época em que atendia pelo nome de Powerman (Poderoso). Como era um tanto brega, não tiveram coragem de ir além de uma referência, mas que tal deixar Luke Cage caracterizado como em sua fase atual nas HQs? Apesar de não ser de fato um uniforme, ao menos deixa os fãs mais convencidos.

2. Heróis de Aluguel

Parceria do herói com o Punho de Ferro, assim como nas HQs! Luke Cage e Danny Randy são parceiros de longa data nos quadrinhos, então nada mais justo do que desenvolver essa amizade depois da série dos Defensores. Na 1ª temporada tivemos algumas referências a isso.

3. Ação melhorada

A série precisa de cenas de ação mais dinâmicas com coreografias, plano sequência e efeitos especiais, aproveitando os poderes e atributos físicos de Luke. Põe a mão no bolso, Marvel / Netflix! Chamem a equipe contratada pela ação de Demolidor e todos seremos mais felizes.

4. Ligação com o MCU

O final da primeira temporada sugere que Matt Murdock ou Foggy Nelson serão os advogados de Luke Cage para ajudá-lo a sair de Seagate, o que deve ocorrer em Os Defensores. Então que tal um crossover com Agents of SHIELD na segunda temporada? Está mais do que na hora de ocorrer um encontro entre ABC e Netflix. Como sonhar não custa, há sempre a esperança de ver o herói chutando bundas em Vingadores: Guerra Infinita.

5. Fator Mike Colter

Mike Colter é fisicamente muito semelhante ao nosso querido herói do Harlem, mas na atuação fica devendo e isso incomoda em alguns momentos. Para não deixar toda a responsabilidade em cima dele, A Marvel poderia investir em plots separados. Misty Knight devidamente caracterizada seria uma opção, como mostrado no final do 13º episódio. A já citada parceria com o Punho de Ferro ajudaria nesse quesito também.

Comentários