Quantos remakes um filme merece? Algumas histórias atravessam o tempo e devem ser atualizadas para diferentes eras? Nasce Uma Estrela é mais uma refilmagem do clássico filme de 1937. O longa já teve uma versão em 1954, outra em 1976 com Barbra Streisand e agora a nova versão de 2018 com Lady Gaga e Bradley Cooper.

Nasce uma Estrela conta a história do casal Jack (Bradley Cooper) e Ally (Lady Gaga). O primeiro é um cantor famoso e alcoólatra e a segunda uma cantora amadora cheia de sonhos. O filme conta a história de romance dos dois enquanto vai mostrando a decadência de Jack aos vícios e a ascensão de Ally no mundo da música.

Apesar de não ser um musical, a música é a parte mais importante do filme. A história dos dois personagens e sua relação vai se construindo pela música. Desde o momento que eles se conhecem, passando pela ascensão de Ally até os problemas do casal mais posteriormente. Todos os números musicais são lindos, emotivos e belamente filmados por Bradley Cooper, a câmera de mão passeia pelo palco dando um foco em partes importantes quando preciso e dando closes arriscados nos dois cantores.

Por falar em parte técnica, a fotografia e a iluminação do filme são muito belas, com cenas lindas do casal tanto em suas intimidades quanto no palco. É um filme gostoso tanto de assistir como também de se ouvir. A fotografia dá espaço e chega perto dos atores para conseguir suas ótimas atuações. Junto com a fotografia temos uma excelente montagem, principalmente nas cenas musicais onde existem mais de uma locação ao mesmo tempo. A junção das músicas com cenas externas é muito eficiente e existe uma escolha de corte na cena final que é de partir o coração.

Que Lady Gaga é uma ótima intérprete a gente já sabia, mas o que temos aqui é uma revelação dela como uma ótima atriz também, entregando cenas magníficas e muito emotivas sem descambar para a breguice extrema. Bradley Cooper também entrega uma das melhores atuações de sua carreira e surpreende aqui como diretor, finalizando um filme de forma magistral e bem melhor do que outros diretores de longa data. A química do casal é super-romântica quando precisa e também mundana de forma natural, você acredita em tudo que está vendo na tela.

Nasce Uma Estrela pode ser uma história que já foi contada, em questão de roteiro ele não entrega nada muito surpreendente, até por que é uma refilmagem. Mas tudo que é entregue na tela é tão bonito e mostrado de forma tão eficiente que se torna um filme gostoso de se assistir. Você vai rir, emocionar-se e provavelmente chorar com esse casal talentoso. Assista no cinema com o melhor som que você conseguir e dê um jeito de conseguir a trilha sonora depois, pois é uma música melhor do que a outra.

Comentários