Tech

Jogos para smartphone podem estar rastreando as atividades da sua rede doméstica

CosmoNerd

4 ago, 2022

Vários jogos para dispositivos móveis, inclusive alguns dedicados ao público infantil, têm sido usados para coletar informações da rede doméstica de seus usuários, segundo matéria do New York Times.

Aplicativos como “Pool 3D”, “Honey Quest”, “Real Bowling Strike 10 Pin” e “Beer Pong: Trickshot” são apenas alguns exemplos dos jogos mencionados que trazem em seu interior um software capaz de rastrear informações diretamente da rede de internet à qual o aparelho está conectado.

De acordo com a reportagem, o programa responsável pelo rastreio é de propriedade da companhia start-up Alphonso e pode manter registro das atividades do usuário mesmo quando o jogo não está sendo executado.

O software da Alphonso foi originalmente projetado para coletar dados a partir do microfone de smartphones, com o intuito de identificar sinais sonoros de programas de TV, filmes ou anúncios e, com isso, traçar um perfil mais fiel do consumidor. A empresa, contudo, nega ter autorizado seu uso em produtos para crianças e diz que o programa não consegue gravar a voz humana.

O episódio é apenas mais um exemplo de um fenômeno maior que tem ocorrido nos últimos anos, no qual aplicativos aparentemente inofensivos são utilizados para colher dados de usuários sem sua permissão (ou mesmo conhecimento).

Em um estudo de 2022 pela companhia de compliance Pixalate, por exemplo, foi descoberto que mais de dois terços dos aplicativos infantis na Apple Store e 79% dos presentes da Play Store eram usados para capturar informações pessoais dos pequenos e vendê-las diretamente para a indústria publicitária.

O que fazer para evitar o rastreio de dados por aplicativos do tipo?

Com alguns cuidados simples, é possível ter mais controle sobre o que os aplicativos podem saber sobre você. Aqui estão algumas recomendações de como fazer isso.

1 – Use uma rede virtual privada (VPN)

Uma das melhores estratégias para aumentar a privacidade no celular é fazer um download de VPN. Esses programas de segurança digital são úteis porque conseguem criptografar todo o seu tráfego na internet, impossibilitando que terceiros bisbilhotem suas atividades por meio de uma rede compartilhada.

Além disso, muitos provedores VPN trazem também a funcionalidade de bloquear rastreadores – inclusive aqueles que operam dentro de outros aplicativos, como os discutidos até aqui.

2 – Desabilite a Localização

Embora seja fato que alguns aplicativos precisam saber a localização do usuário para operar corretamente, essa não é uma regra universal. De fato, muitos vão solicitar esse dado sem nenhuma necessidade prática – e a maioria dos usuários dará a permissão num piscar de olhos.

Para evitar ser rastreado por essa segunda classe de aplicativos, desative a função de localização (também conhecida como GPS) do seu aparelho a todo momento. Apenas habilite-a quando seu uso for realmente necessário (ao pedir um Uber, por exemplo).

3 – Controle as permissões

Como mencionado no item anterior, grande parte dos usuários não tem nenhum critério ao fornecer permissões aos aplicativos instalados, liberando tudo o que lhes é solicitado. Isso é um erro por diversos motivos, mas principalmente porque abre brechas para que programas maliciosos rastreiem suas atividades na surdina.

Ao avaliar se uma permissão deve ou não ser dada aos aplicativos, é importante questionar por que ela é necessária para o funcionamento do app. Um jogo de colorir desenhos dificilmente vai precisar saber sua localização para cumprir suas promessas de serviço.

4 – Não baixe qualquer aplicativo

Por mais tentador que seja, nem todo programa na Play Store merece o seu download. Muitos dos aplicativos mais aparentemente inocentes são fontes de malware e rastreadores maliciosos. Então, é preciso tomar cuidado.

Antes de baixar um novo app, é aconselhável que se faça uma pesquisa rápida pelo Google. As companhias de segurança cibernética fazem análises de aplicativos suspeitos com bastante regularidade, e há uma boa chance de que programas perniciosos aparecerão nesses estudos.

Embora seja verdade que, nem mesmo com todas essas estratégias, os usuários se verão livres de anúncios irritantes e, possivelmente, de certo nível de rastreamento por serviços de publicidade, as táticas apresentadas podem reduzir bastante a prática. E o mais importante: elas tornam a vida dessas empresas mais difícil. Na vida, afinal, resistência é tudo.

Deixe um comentário