CosmoNerd

20 dez, 2016

Séries

Sitcom original Netflix, The Ranch é boa escolha para dar umas risadas

Com um carga bombástica e potente de Séries Originais Netflix, nossa queridinha rede de streaming não para de produzir e inovar cada vez mais na maneira de fazer audiovisual. A bola da vez no ano de 2016, com uma forma diferenciada de sitcom é a série The Ranch. Criada pelos cooprodutores de Two And a Half Men, Jim Patterson e Don Reo, A série é uma forma mais diversificada do que estamos acostumados a ver em linguagem de Sitcom.

Com o reencontro dos dois astros de "That 70's Show", ver Ashton Kutcher e Danny Masterson é nostálgico para quem viu a série que transmitida na década passada. Um ex-jogador de futebol americano resolve voltar para casa depois do seu afastamento na carreia, Colt (Kutcher), encontra sua família de rancheiros, tipica do interior estadunidense. Começa assim a se envolver novamente com o local, trazendo velhos problemas familiares com seu pai Beau (Sam Elliot), um velho rabugento com o qual ele não se entende. Consegue novamente os braços da mãe, dona do único bar da cidade, Maggie (Debra Winger) e reforça os laços "brotherísticos" com seu irmão Rooster/Galo (Masterson).

Com isso, novas formas de narrativa se encaixam naquela frequência constante e cansativa de sitcom. Descobrimos o foco principal da série que é o rancho, e toda batalha para se manter ali após anos, com a dificuldade comercial. Vemos sub-histórias que nos mantém entretidos e envolvidos com a trama, como pequenos casos de cada personagem. A série é boa visualmente, tem sua arte formada em mudanças. Só que algumas piadas não passam de besteiras, não desconsiderando os momentos ótimos dos melhores personagens, Rooster e Beau. Kutcher tenta se esforçar para alcançá-los, mas é perceptível um forçamento de barra que desencanta toda a trajetória do personagem.

The Ranch é divida em duas partes, onde cada parte se tem 10 episódios de meia hora. O roteiro é bem adaptável, temos realmente um vínculo criado em cada episódio. A série é mediana, mas não é ruim, é de nível assistível e acerta em cheio na forma de apresentação como sitcom, brincando com referências o tempo todo. Nos episódios escritos por Matt Ross (Capitão Fantástico), conseguimos ver um tom mais fraternal e familiar, voltado para o sentimental, atingindo assim seu ápice. Mas nos deixa muito a desejar, ainda mais depois do final mais previsível de todos os tempos.

Se você está zapiando na Netflix e não sabe o que assistir, The Ranch vai quebrar o galho, tirando algumas gargalhas em determinados momentos. Mas não se empolgue e nem crie altas expectativas, a série é aquilo que se mostra do inicio ao fim e isso somente. Seu aspecto mais forte é a maneira de renovar o que conhecemos de sitcom.

Deixe um comentário