CosmoNerd

18 ago, 2017

Séries

“H de Herói” foi um bom primeiro episódio em Os Defensores. Longe de ser a melhor abertura de série de herói da Netflix, mas ainda sim, um bom primeiro episódio.

Por Luke Muniz

Finalmente chegou a Netlfix a data que muitos fãs da Marvel estavam esperando, a estréia da série Os Defensores. Série que está unindo os heróis: Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de ferro na mesma tela. Abre seu episódio de número um com um título bem interessante e que pode levar a um futuro promissor.

Logo no começo do deste primeiro capítulo, vemos uma sequência de ação envolvendo uma mulher "desconhecida" e Punho de Ferro juntamente com Colleen Wing, a cena em si é em um local escuro e muito cheia de cortes, o que dificulta um pouco a compreensão do que estava acontecendo, juntamente com isso, todos os golpes e movimentos perdiam impacto tanto visual, como o impacto realmente de um soco mágico ou de uma espada cortando algo. Foi a primeira cena de ação da série e a única do episódio, tomara que este não seja o padrão dos outros sete capítulos.

Após a cena inicial temos a abertura da série, que ao contrário das aberturas das séries individuais dos protagonistas, não possui um tema memorável, embora a parte visual seja bem interessante, silhuetas da cidade de Nova York formando os heróis, um tanto poético e traz essa ligação herói-cidade.

Os Defensores, Mike Colter como Luke Cage, Charlie Cox como Demolidor, Krysten Ritter como Jessica Jones, and Finn Jones como Punho de Ferro

Segue uma dinâmica de: Punho de Ferro, Jessica Jones, Matt Murdock e Luke Cage, e alternando pelo decorrer do episódio. Foi uma ideia boa e que situa novamente o telespectador naquele cenário e mostra o que cada um dos personagens está vivendo no momento. Muitas subtramas com os núcleos foram criadas, aparentemente, até então nenhuma delas possui uma conexão entre si, uma em particular se destaca, envolvendo a personagem Alexandra (Sigourney Weaver), onde a vemos com Madame Gao (Wai Ching Ho) e com Elektra (Élodie Yung).

Ênfase para as partes envolvendo Matt Murdock, principalmente a inicial, em que ele está defendendo um caso no tribunal e a cena é toda em um take, mostrando mais uma vez quem é Murdock pelo dia.

Foi um episódio balanceado em termos dos núcleos individuais, embora, Punho de Ferro tenha sido o menos favorecido aqui. Talvez seja pelo fato dele já está mais envolvido diretamente com a trama do Tentáculo e uma decisão de roteiro fez com que resguardasse mais para quando ele juntasse com todos os outros três. E é bem provável que ele guie o grupo juntamente com Murdock, pelo fato de serem os dois que sabem e que estão cientes de informações importantes sobre o Tentáculo.

As paletas de cores em Os Defensores mudam de acordo com os núcleos que estamos vendo. Quando se trata de Luke Cage, vemos mais tons de amarelo, as vezes bem enfáticos, em Jessica Jones, tons mais azulados e frios, com Matt, mais avermelhado e vivo.

No todo, "H de Herói" foi um bom primeiro episódio, longe de ser a melhor abertura de série de herói da Netflix, mas ainda sim, um bom primeiro episódio. Morno, mas que deu uma arada interessante no terreno e tem potencial para ser mais uma excelente produção da Netflix.

Deixe um comentário