FORA BOZO

53

E aí, ruma de nerds! Já desejou a saída do excrementíssimo presidente da república Jair Bolsonaro hoje?

Se não fez isso, faça: lembre todos os seus amigos e familiares que temos um genocida no poder, e para perspectivas reais de melhora o primeiro passo é que ele saia.

Mas como tirar esse tosco da presidência?

Atualmente, nosso caminho viável é através de um impeachment. Trata-se de um processo demorado e cansativo, mas qualquer meio (dentro da legalidade) para tirar o Bozo é válido.

Esse post não tem nenhum objetivo específico, era só pra lembrar você de que o Bozo é um merda mesmo. E se você votou nele e não se arrependeu, é um merda também.

Segue três dicas de filmes logo abaixo. Boa semana!

Bastardos Inglórios

Estrelado por nomes como Brad Pitt (Aldo Raine) e Christoph Waltz (Hans Landa), Bastardos Inglórios é um excelente filme de Quentin Tarantino que também dá boas inspirações do que você fazer caso encontre um nazista por aí. Outra característica do longa de 2009 é a mudança de alguns fatores históricos para o benefício da narrativa, afinal, quem não gostaria de ter metralhado a cara de Hitler em um teatro cheio de nazis pegando fogo?

A Outra História Americana

Um dos mais memoráveis papéis da carreira de Edward Norton é no filme A Outra História Americana (1998), que acompanha a história de um neonazista que abandona essa ideologia, mas precisa lidar com a influência que causou no irmão mais novo, que agora quer seguir seus passos dos tempos de ódio. O longa também faz um retrato do ódio disseminado contra os imigrantes nos EUA, e como esse discurso fomenta ainda mais violência contra as minorias que habitam o país.

Bacurau

O longa de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles foi o último grande acontecimento no cinema nacional, e rever Bacurau (2019) é sempre revigorante para o espírito. O filme reafirma nossa nacionalidade de brasileiros, denuncia a burrice da classe média que almeja ser dos Estados Unidos e mostra ótimas estratégias de resistência contra líderes políticos que desejam eliminar sua existência.