Animage divulga selecionados com animações da política ao psicodelismo

0
208
animage
ANIMAGE - Festival Internacional de Animação de Pernambuco

Eu adoro os festivais de animação, pelos mais variados motivos. Você pode ver produções de diversos lugares com seus diferentes pontos de vista. Você consegue enxergar técnicas variadas com aplicações ousadas, já que não há, necessariamente, um objetivo comercial. E o principal, há um enorme número de temáticas trabalhadas. Assim será a 9ª Edição do Animage – Festival Internacional de Animação de Pernambuco, que acontece entre os dias 12 e 21 de outubro, em diversos locais de Recife.

Esse meu prognóstico se consolidou com a divulgação da lista de 92 filmes, de 32 países, selecionados para o Animage. A Mostra Competitiva reúne produções recentes de todo o mundo e premia os melhores filmes selecionados nas categorias “Melhor Curta-Metragem – Grande Prêmio Animage”, “Melhor Curta Infantil”, “Melhor Curta Brasileiro” e “Prêmio do Público”, além de melhor Direção, Roteiro, Direção de Arte, Técnica e Som. A seleção deste ano recebeu filmes nacionais e internacionais realizados a partir de 2017, em técnicas de animação e com duração máxima de 30 minutos.

“Os integrantes da comissão de seleção deste ano são animadores que já participaram de edições anteriores do Animage. Chia Beloto, por exemplo, venceu o festival no ano passado com o filme Fazenda Rosa. Ianah fez a arte do nosso cartaz em 2016 e Ayodê dirigiu os curtas Súbito e Abrupto. Isso foi importante porque eles conhecem bem o festival e puderam reforçar a identidade do Animage que sempre busca privilegiar critérios principalmente artísticos na elaboração da programação. Os curtas selecionados confirmam que o cinema de animação está conectado com grandes temas contemporâneos e contemplam questões de gênero, identidade e raça. Há desde filmes explicitamente políticos até obras mais psicodélicas ou abstratas”, compartilha Júlio Cavani, curador do Animage.

Negative Space, de Max Porter & Ru Kuwahata | França

Entre as animações selecionadas estão Negative Space (2017, França) de Max Porter e Ru Kuwahata, que foi premiado como melhor curta Francês no Festival de Annecy 2017. Um trabalho incrível! Já o filme @Disexta , de André Catoto (um dos diretores de Tito e os Pássaros), está entre a seleção de brasileiros junto de Garoto Transcodificado A Partir de Fosfeno, de Rodrigo Faustini; e dos infantis As Bordadeiras do Jardim, de Julia Vellutini, O Comedor de Sementes, de Victória Farina e Lé Com Cré, de Cassandra Reis. Aliás, Lé Com Cré também foi selecionado para a FICI (Festival Internacional de Cinema Infantil 2018) que também divulgou sua lista de selecionados recentemente.

Agora é aguardar a programação completa que será divulgada em breve no site animagefestival.com. E aqui, na coluna ANIMALAND, vamos divulgar e dar uma cobertura especial ao evento.