Opinanerd

Valerian, Laureline e o sonho de infância de Luc Besson

Charles Luis Castro

2 abr, 2016

Quando fazemos um apanhado de todos os filmes de Luc Besson, é de certo modo difícil imaginar que o diretor francês tenha um passado embalado por histórias em quadrinhos. Mas é uma grata surpresa descobrir que seu próximo longa será, de certo modo, a realização de um sonho de infância. Valerian and the City of a Thousand Planets é o título do filme que adaptará as aventuras de Valerian et Laureline para as telonas. Nascido e criado na Europa, Besson não teve muito contato com as gigantes Marvel e DC. Desse modo foram os quadrinhos europeus que alimentaram sua imaginação na infância. Especialmente a grande obra de Jean-Claude Mézières. Esse não será o primeiro contato do diretor e do quadrinista. Ambos haviam trabalhado juntos em O Quinto Elemento, ao lado de outro grande ídolo de Luc Besson: Jean Giraud, mais conhecido como Moebius.

Se você é um devorador de HQ's, já deve ter ouvido e até mesmo lido o material de Moebius. Mézières, por sua vez, infelizmente não teve o devido reconhecimento do lado de cá do Atlântico. Valerian et Laureline não é a grande obra do quadrinista apenas pela qualidade, mas também pela longevidade. Começou a ser publicada em 1967 e chegou ao fim apenas em 2010. Roteirizada por Pierre Christin, a trama se passa no século 28 quando a humanidade dominou as técnicas da viagem instantânea pelo tempo e espaço. A Terra agora é governada pelo Império Galáctico Terráqueo, que tem em Galaxity sua principal cidade. A sociedade passa maior parte do tempo dentro de um mundo perfeito criado à partir de realidade virtual. A principal força de proteção é o Serviço Espaço-Temporal, que livra os planetas do Império de anomalias temporais causadas por alguns vilões. É aí que entram Valerian e Laureline.

cosmonerd-valerian-25mar16-1

Valerian será interpretado por Dane DeHaan (O Harry Osborn da finada franquia O Espetacular Homem-Aranha). O personagem foi concebido como o herói forte, justo, de bom coração e com um senso de dever que muitas vezes o impede de questionar algumas ordens recebidas. Laureline será vivida por Cara Delevingne (a Magia do vindouro filme do Esquadrão Suicida). Claramente inspirada no movimento feminista do final da década de 60, tem uma personalidade forte, independente e de certa forma rebelde. Ela foi um dos motivos que fizeram Luc Besson se apaixonar pela história. Conhecido por apresentar personagens femininas fortes em seus filmes, é de se esperar que o diretor tenha uma atenção especial com Cara/Laureline. Além deles, outros atores de peso como Ethan Hawke, John Goodman, Clive Owen e Rutger Hauer também estão no elenco. Herbie Hancock e Rihanna também terão seu espaço. Besson garante que a cantora pop terá um papel de extrema importância e que confia em seu talento como atriz.

A tecnologia também está intimamente ligada ao filme e os desafios de Luc Besson. De longe será seu trabalho que mais terá o uso de efeitos especiais. Mas ele garante que isso não o preocupa, já que na época que conheceu a história tinha apenas sua imaginação para guiá-lo. Assim fica totalmente confortável na hora de utilizar as telas azuis. Mas quem o motivou a tocar o projeto foi alguém que também teve que esperar muito tempo para realizar um sonho: James Cameron e seu Avatar. Besson não esconde que conversou várias vezes com Cameron e que isso o fez até reconstruir o roteiro do longa. Depois que o filme de seu amigo fez sucesso, ele percebeu que a tecnologia estava pronta para dar vida as aventuras de Valerian e Laureline.

poltrona-valerian-25mar16-3_cosmonerd

Luc Besson não teve medo na hora de preencher o novo roteiro com os elementos de ficção científica presentes nos quadrinhos originais. O diretor garante que apesar de parecer complexo, o espectador não terá tanta dificuldade para captar a essência e a trama do filme. Aliás, a trama é um dos segredos de Valerian and the City of a Thousand Planets. Luc mantém tudo em segredo e garante que existe um bom motivo para isso. Mas ao contrário do que parece, esse não será o primeiro projeto de adaptação das aventuras de Valerian e Laureline. Em 91 e 2001, dois episódios pilotos acabaram indo para o limbo. Apenas em 2007 a emissora francesa Canal+ Family levou ao ar Time Jam: Valerian and Laureline, animação que contou com 40 episódios de 26 minutos cada. Apesar de algumas alterações, o programa era bem fiel aos quadrinhos.

Valerian et Laureline é uma obra prima dos quadrinhos e apontada por muitos estudiosos como inspiração para vários projetos famosos, como por exemplo Star Wars. Acumulando ainda as funções de produtor e roteirista, não resta dúvidas que Luc Besson colocou sua alma nesse projeto. Valerian and the City of a Thousand Planets chega aos cinemas franceses e americanos em 21 de julho de 2017. Ainda não existe previsão de estreia por aqui.

Via Entertainmet Weekly.

Deixe um comentário