WAYWARD-PINES
Opinanerd

Nem tudo é o que parece em Wayward Pines - CosmoNerd

Charles Luis Castro

28 maio, 2015

É sempre complicado achar algo novo e interessante nesse vasto mundo de séries. Algo que te prenda no primeiro episódio e que não tenha uma caralhada de temporadas para assistir. Séries de quadrinhos são suspeitas, então não contam. E foi numa bela noite, zapeando os canais que me deparei com Wayward Pines. E que encontro incrível.

M. Night Shyamalan + Matt Dillon + Lost + Twin Peaks = a uma mistura assombrosa e fascinante ao mesmo tempo. É o mistério que te pega nos primeiros 10 minutos. É como se sua cabeça implorasse por algo assim. "Vamos Charles, me dê algo para matutar". Pedido feito, pedido atendido. Chega a ser doloroso esperar uma semana por cada episódio. A primeira temporada terá 10 episódios ao todo. "Mas você pode ler o romance Pines, de Blake Crouch e descobrir tudo". Se você acompanha séries, sabe que no fundo não é assim que funciona. E outra, não quero me tornar um mimizento...

A história acompanha a vida do agente federal Ethan Burke. Tentando localizar dois colegas, ele chega em Wayward Pines, uma pequena e bucólica comunidade de Idaho onde nem tudo é o que parece ser. Ethan se envolve em um acidente de carro e é levado ao hospital. Ao acordar, descobre ter perdido seus documentos, seu celular e a pasta que continha arquivos importantes. Embora bem tratado, Ethan desconfia que algo estranho está acontecendo ali. Suas tentativas de ligar para sua esposa e seu filho são frustradas e ninguém parece acreditar que ele seja quem diz ser.

Sabe aquela cidade perfeita demais? Pessoas sorrindo o tempo todo, tudo tranquilo a ponto da delegacia estar fechada e aquela placa de boas-vindas com algo do tipo "bem-vindo ao paraíso". Tudo isso tem em Wayward Pines. E assim como em qualquer outra cidade do tipo, não passa de uma bela mentira.

O envolvimento de Shyamalan na série levanta um monte de dúvidas. Se ele conseguir ser o mesmo de Corpo Fechado e O Sexto Sentido, maravilha. Mas e se sair algo como Fim dos Tempos? É algo a se pensar. O diretor estava meio sumido dos holofotes e parece buscar em sua primeira série de TV um caminho mais tranquilo, mesmo que não menos tortuoso do que os existentes em Hollywood. Shyamalan também está envolvido com o terror A Visita, que promete ser mais um daquela interminável lista dos filmes que irão "revolucionar o gênero".

Os mistérios não são entregues de bandeja para o espectador. Cada pista e frase precisa ser guardada com carinho. O artifício de usar flashbacks de Ethan antes do acidente também ajudam na montagem do quebra cabeça. Que grande tragédia é essa que o traumatizou tanto? Ele morreu e foi parar em algum tipo de limbo ou faz parte de uma daquelas estranhas experiências científicas?

As pessoas são ao mesmo tempo robotizadas e assustadoras. A enfermeira do estranho hospital da cidade não me deixa mentir. E mesmo aquelas que parecem ter consciência do que está acontecendo não podem ajudar muito. Ethan está literalmente sozinho no meio de uma multidão de pessoas e casas estranhas. A relatividade do tempo também chama a atenção, principalmente para os fãs de ficção científica (como este que vos escreve). Dias podem se tornar anos dentro da cidade?

São tantas perguntas e quase nenhuma resposta. Mas se você estiver pronto para mergulhar nesse mar desconhecido, com certeza vai me encontrar lá boiando e com a maior cara de desentendido. A primeira temporada de Wayward Pines está sendo exibida na Fox, todas as quintas-feiras a partir da 22:30.

Continue no CosmoNerd para mais novidades, listas e análises da cultura pop, geek e nerd. Aproveite para nos seguir em todas as redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram e Youtube) para não perder nenhuma novidade.

Deixe um comentário