Love Death & Robots | Top 5 melhores episódios
Listas

Love Death & Robots | Top 5 melhores episódios

Raphael (Ph) Carmo

27 mar, 2019

Love, Death & Robots, a série antológica de animações da Netflix, é um conjunto de obras bem interessantes e um esmero visual. Apesar de, infelizmente, a maioria dos episódios não ser tão boa assim, existem alguns que se destacam e contam histórias bem interessantes com um reforço visual maravilhoso. Confira nossa lista dos 5 melhores episódios da série:

Três Robôs

Um dos episódios mais simples em seu roteiro, mas que traz ótimas críticas e tiradas de sarcasmo em sua narrativa. Os três robôs, além de serem muito fofos e carismáticos, comentam sobre a civilização humana por um olhar bem alienígena de quem nunca viveu aquele tempo. Dessa forma podemos refletir sobre nossas próprias ações e sociedade através de uma visão externa. Além disso, toda a estética- futurista-retro é muito bem colocada e dá uma personalidade extra para a história.

Para Além da Fenda de Áquila

Um dos episódios mais bem produzidos da série, não só por causa do seu esmero visual, mas também pelo seu roteiro que tenta trazer uma história que nos faz questionar a realidade. O conto lembra muito histórias como Interestellar e outras narrativas espaciais que tentam extrapolar o que pode acontecer com o corpo humano em viagens em longas distâncias, bem como os segredos e mistérios que nos esperam nesses lugares.

Boa Caçada

Esse foi um episódio que foi crescendo enquanto acontecia. Ele se inicia em uma China feudal e mística, com uma ambientação que lembra muito o jogo The Witcher. Mas existe uma virada de roteiro quando o cenário vira algo Steampunk e a história se transforma. Além disso, existe uma ótima mensagem anti-colonialista mostrando como alguns povos do oriente foram massacrados e usados pela Europa. O episódio poderia ter um pouco menos de nu feminino e um final mais épico, mas mesmo assim foi uma ótima história.

Proteção contra alienígenas

Esse episódio mostra que não precisa de um roteiro super complexo e uma trama complicada para se fazer uma boa história. A trama traz fazendeiros se defendendo de aliens usando robôs gigantes. É tudo muito clichê, mas os personagens são tão carismáticos que com poucos minutos você já está torcendo por eles e torcendo para que não morram. Além disso, é um dos poucos episódios que não colocam as mulheres nuas ou com sexo envolvendo a sua narrativa. Tudo isso se completa com o lindo estilo visual que lembra muito jogos como Team Fortress.

Zima Blue

Comparar Zima Blue com os outros episódios da série é até um pouco injusto. Enquanto quase todos os episódios trazem histórias com quase nenhuma profundidade. Essa história, escrita por Alastair Reynolds (mesmo escritor de Para Além da Fenda de Áquila) traz o melhor dos contos de Isaac Assimov, que sempre procurava contar histórias existencialistas de robôs que possuem consciência humana. Sua arte é bem, evocando estilos de Art Deco e Bauhaus, tanto o seu visual como sua história são minimalistas, mas trazendo muito subtexto e interpretações para a obra. Um lindo conto.

 

 

 

 

Deixe um comentário