a-todo-vapor-série-steampunk
Listas

A Todo Vapor | 7 motivos para assistir a série steampunk na Amazon

Edipo Pereira

13 set, 2020

O mundo steampunk está em celebração com a chegada de A Todo Vapor, primeira série brasileira do gênero, no catálogo do Amazon Prime Video. O seriado criado por Felipe Reis e Enéias Tavares já está disponível no serviço, trazendo muita aventura e uma narrativa gostosa de acompanhar.

Desse modo, queremos reforçar o quanto vale à pena assistir ao programa com a lista a seguir:

Visual Steampunk

No steampunk temos muita inspiração na Inglaterra vitoriana, algo colocado na série em todos os níveis. Na ambientação, temos a Vila Antiga dos Astrônomos remetendo fortemente à Vila de Paranapiacaba, que surgiu como centro de controle operacional e residência para os funcionários de uma companhia inglesa, o que faz todo sentido dentro do contexto da época e do enredo da série. Além disso o figurino padrão da época faz o devido uso das cartolas e goggles que são sempre referências do gênero.

Personagens clássicos

Quando um personagem enche o peito para dizer seu nome em A Todo Vapor, pode se preparar para um banho cultural. Ao longo da aventura, vamos nos deparar com personagens que estão presentes em grandes obras literárias como Capitu (Dom Casmurro, de Machado de Assis) e Vitória Acauã (Contos Amazônicos, de Inglês de Sousa). Já outros outros, como Juca Pirama, não s..e trata do mesmo personagem mas faz uma homenagem ao autor Gonçalves Dias.

Tecnologia retrofuturista

A série conseguiu diversas soluções interessantes para incrementar as investigações de Capitu, Juca e cia. Isso ajuda a dar um visual arrojado dentro da ambientação da história, usando aparatos para conseguir impressões digitais nas cenas de crime ou mesmo uma comunicação de videoconferência parecida com Star Wars.

Boa para maratonas

Com tantas ofertas de entretenimento, às vezes ficamos perdidos na hora de decidir sobre a próxima sessão. Porém, A Todo Vapor não será difícil de conciliar com trabalho e estudo. São apenas oito episódios com cerca de quinze minutos cada.

Mulheres no comando

Temos uma forte presença feminina dando as cartas na série. Capitu, vivida por Thais Barbeiro, mostra muito da personalidade da personagem criada por Machado de Assis. Na trama também temos Vitória Acauã (Pamela Otero), que não gosta de levar desaforo pra casa.

Universo compartilhado

Não podemos nos esquecer de que A Todo Vapor faz parte de um grandioso universo, que é o de Brasiliana Steampunk, iniciado por Enéias Tavares com "A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison", pela Editora Leya. Depois disso, tivemos publicações como Guanabara Real: A Alcova da Morte pela AVEC Editora (que Enéias escreveu junto com A. Z. Cordenonsi e Nikelen Witter) e também Juca Pirama: Marcado Para Morrer, pela Jambô, abordando a história que antecede os eventos da série na Amazon. Vamos dedicar um post só para esse tema futuramente, pois esse é um rico universo que você precisa conhecer.

Audiovisual brasileiro

Quer mais uma motivação? Assistindo A Todo Vapor, você está apoiando o fomento de produções nacionais dentro dos gêneros que contemplam a fantasia e ficção científica. Fazendo isso, colheremos frutos lá na frente, com um volume maior de filmes e séries com cada vez mais investimento.

Leia nossas primeiras impressões aqui.

Deixe um comentário