Tomie - Junji Ito
Hqs e Livros

Junji Ito, mestre japonês do horror, participa da Bienal do Livro Rio

Edipo Pereira

11 nov, 2021

O artista japonês Junji Ito, o mais importante nome contemporâneo do terror de histórias de quadrinhos, tem presença confirmada na XX Bienal do Livro Rio, que acontece de 03 a 12 de dezembro, no Riocentro, Barra da Tijuca. A mesa sobre o mestre de horror, comparado ao Stephen King dos mangás, será no dia 06 de dezembro (segunda-feira), às 10h. A participação de Junji Ito será online, mas quem vai mediar o papo presencialmente serão: a youtuber Miriam Castro Mikann e a roteirista de HQs Kika Hamaoui.

"Fiquei muito feliz de mediar o papo com o Junji Ito ao lado da Mikannn. Tenho certeza que o público vai aproveitar muito essa Bienal inédita na forma, no formato e na formação. Novos tempos exigem outras trocas e fazer parte disso na mesa de um dos maiores artistas contemporâneos dos mangás de terror é uma grande honra", comenta Kika.

A mesa abre um diálogo investigativo do corpo de trabalho, trajetória, e das motivações artísticas do célebre autor, que escreveu premiadas histórias mergulhadas no medo e na psiquê mais deturpada da humanidade.

A princípio, o artista desenhava e escrevia mangás como um hobby, já que trabalhava na área de odontologia na década de 80. Fã do mestre de horror do Kazuo Umezu, ele enviou em 1987 um conto para a Monthly Halloween e ganhou uma menção honrosa no Kazuo Umezu Prize, onde o próprio Umezu estava presente como um dos juízes.

Junji Ito se destaca não só pela sua narrativa amedrontadora, mas também pelos seus desenhos gráficos repletos de bizarrices e violência. Ainda que sejam adjetivos comuns ao universo dos mangás, o artista leva o horror ao extremo, mesmo com imagens estáticas, criando um universo repulsivo que faz o público querer devorar suas histórias. Algumas de suas obras de destaque são: "Fragmentos do Horror" (Darkside), "Uzumaki", "Tomie" (Pipoca & Nanquim), "Gyo" e "Frankenstein".

Deixe um comentário