Hq Brasileira mistura a Cultura Africana com os Vingadores de Jack Kirby

Em 2016, o ilustrador e quadrinista Hugo Canuto fez uma série de artes que misturava suas duas paixões: As religiões de matriz africana e o seu amor por quadrinhos, principalmente pelas mãos do mestre Jack Kirby. Anos depois, essa “brincadeira” virou uma hq que contava a história dos Orixás e da cultura africana através de quadrinhos: Os Contos dos Orixás.

Contos dos Orixás

Contos dos Orixás é uma hq brasileira financiada pelo Catarse que foi lançada no início de 2019. A campanha foi apoiada por 1854 pessoas arrecadando R$151.412.

A hq conta uma história toda inspirada na cultura Yourubá, trazendo os deuses Orixás e também várias referências a essa cultura tanto nos personagens como também na direção de arte, construções e mitologia apresentada.

Cultura Africana nas páginas dos quadrinhos

Algo que salta aos olhos na primeira vista é a arte da revista, Hugo Canuto teve todo um trabalho de pesquisa para criar esses personagens e mitologia inspirada nas religiões de origem africana. Os painéis são lindos e tem cada página mais linda do que a outra, partindo do início com uma arte mais minimalista para contar parte da origem daquele mundo até as cenas finais de combate épico no melhor estilo Marvel. Cada herói Orixá tem seus próprios poderes, personalidade e habilidades inspiradas nas lendas, criando um grupo de super heróis digno da editora gringa.

Houve um trabalho de pesquisa extenso para criar essa revista, algo que lembra muito o que foi feito com o filme do Pantera Negra. O artista procurou especialistas na área e também usou pessoas da Bahia, sua terra natal, como inspiração para criar os personagens.

Por fim, a história não traz nada de muito especial na sua narrativa, é um típico conflito maniqueísta de quadrinhos clássico, a novidade aqui é todo o universo onde essa história é inserida, um mundo muito rico que pode muito bem ser aproveitado novamente em revistas futuras. A linguagem de quadrinhos poderia ser um pouco menos confusa às vezes, principalmente porque o roteirista e ilustrador precisa introduzir muitos personagens e conceitos, mas isso não tira a beleza de apreciar a arte maravilhosa dessa obra.

Resumindo, Contos dos Orixás é mais do que um quadrinho, é um trabalho histórico e cultural de um povo que teve suas histórias apagadas pelos povos que os invadiram. É extremamente importante que existam obras como essa que peguem inspiração do continente africano no lugar dos mesmos locais de sempre geralmente de origem européia. Você vai encontrar aqui uma história simples mas inserida em um universo riquíssimo e muito belo, diferente de tudo que viu antes.

Você pode saber mais informações sobre Contos dos Orixás na sua página oficial no Facebook.