Filho de um Dingirï, seres que colheram o pó das estrelas e deram vida à Kurgala, Adapak é um jovem espadachim de pele totalmente escura com 19 ciclos de idade. Cresceu protegido na caverna de seu pai Enki’ När, rodeado de conhecimento e sabedoria. Seu conhecimento mundano vem totalmente de livros e não de vivência, ou seja, andamos de mãos dadas com Adapak para conhecer e esmiuçar o mundo de Kurgala.

No início do livro, já temos uma boa dose de adrenalina com Adapak tendo que enfrentar uma guandiriana (uma das várias raças de Kurgala) e já mostrando do que é capaz, usando suas espadas Igi e Sumi, vemos pela primeira vez o uso da arte dos Círculos Tibaul, no qual, Adapak foi treinado. O rapaz de pele escura, tem sua terra invadida por criaturas que o querem assassinar e então é forçado a fugir e buscar por respostas.

Affonso Solano nos mostra aqui um universo autêntico, extremamente imersivo e interessante. Ele flerta com o mito da caverna de Platão de uma forma bem sútil e diferenciada, mesmo dentro da caverna, Adapak obtém conhecimento e sabedoria.

Para quem gosta de uma boa aventura de RPG, O Espadachim de Carvão é um prato cheio!

Preciso nas descrições de cenário e de personagens, sem muita enrolação, altamente objetivo naquilo que quer transmitir ao leitor.

Uma característica muito boa presente na obra, é o fato de que vemos apenas o que Adapak ver, mas há um background de lugares e história enorme.

“É que nem cenário de ‘Street Fighter’, tem o pessoal lutando na tela e de fundo, tem a galera vendendo banana, conversando e etc.” -Solano e PH em Fortaleza na Livraria Cultura.

O maior pecado do livro é o fato dele ser curto. A leitura é tão dinâmica e alguns capítulos são curtos, que o leitor fica naquela de “só mais um capítulo e vou dormir”, e nisso, quando você se dá conta, já tem o livro terminado e querendo mais e mais.

Um dos pontos gostaria de apresentar também, é o fator preconceito que o nosso protagonista sofre no decorrer da narrativa. Um ser de pele totalmente escura e de olhos brancos andando pelas cidades. Kurgala é um mundo repleto de criaturas estranhas e bizarras, Adapak é mais uma delas, mas os seres não enxergam desta forma, fazendo assim um paralelo com a vida real. A adaptação do personagem, o fato dele querer mostrar para os outros que ele não é o que eles pensam.

O Espadachim de Carvão é um livro que DEVE ser lido se você é fã de histórias fantásticas. E outra, é de um autor BRASILEIRO! A obra não deixar a desejar nada para outra obras estrangeiras. Vale a pena demais, pessoal! Em breve pretendo fazer uma resenha do segundo livro. (ainda não o li, me julguem).

Vale Ressaltar que “Tamtul e Magano”, livros fantásticos que Adapak lia em sua casa, estão em forma de graphic novel!

Continue ligado no CosmoNerd para mais novidades e análises da cultura pop, geek e nerd. Diariamente publicamos conteúdo em áudio, vídeo e texto sobre filmes, séries, quadrinhos, livros e games.