Becky C.

26 nov, 2021

Hqs e Livros

E se ao invés de uma feliz noite de Natal você tivesse que sobreviver aos horrores de um filme de terror?

E é bom?

Victor Marques consegue nos apresentar rapidamente ambas personagens, de forma que entendemos elas logo de cara, com apenas alguns diálogos e descrições precisas. O desenrolar da história é construído de forma que o suspense vá crescendo até o ponto do terror, em que compramos o enredo misterioso e assustador que o autor está vendendo. Gaia passou por inúmeros traumas envolvendo o ex, do qual pouco fala, mas deixa claro o suficiente para que saibamos que de bom, ele não tem nada, a ponto de evitar até mesmo falar sobre os atos dele para a outras pessoas, pois é tão surreal para elas, que praticamente não acreditam. Tô contigo, Gaia!

Já Mariana é uma solitária amante do terror, que vive em um estilo gótico e ama tanto filmes do gênero, que até mesmo decorou referências e falas destes - como Brinquedo Assassino. Tanto ela quanto Gaia conversam de maneira superficial até o dia do Natal, quando devem se encontrar na casa de Gaia e passarem a ceia juntas. O aplicativo, Datalovers (bem criativo, aliás), permite que, caso o negócio não esteja funcionando, você possa trocar de parceire ou até mesmo desistir da noite. O que ambas não esperavam era esbarrar em sangue, facas e desespero justamente nessa noite especial - que já estava sendo meio estranha pela falta de familiaridade delas. A construção da trama é bem boa, amarrando você na urgência dos acontecimentos à medida que vão acontecendo.

Infelizmente, não existem obras perfeitas, e Victor dá uma escorregada aqui e acolá, mas o que mais me incomodou foi a clara inspiração em filmes estadunidenses - o que não seria um problema se tivesse trazido para a nossa realidade do Brasil, mas acarreta em ao menos uma cena que, dentro do contexto do nosso país, não seria possível. Mas, por sorte, existe algo chamado "Suspensão voluntária da descrença" e fica ao seu critério se tá tudo bem ou não.

Enfim, Noite Feliz? é um conto diferenciado de Natal, que traz o suficiente para nos divertirmos e indicarmos para pessoas lerem nas datas festivas. Principalmente se você, como Gaia ou Mariana, não pretendem passar com alguém, preferindo a companhia de histórias. Inclusive, esse é um lançamento independente, disponível apenas por meio da Amazon (basta clicar no nome do livro que você será direcionado à página para compra) e com um precinho bem legal para todo mundo.

 

Deixe um comentário