Edipo Pereira

6 dez, 2016

Hqs e Livros

Guardiões de Lugarnenhum é o que há de melhor por aí publicado em Guerras Secretas

Parece que na incessante busca por releituras de clássicas sagas em forma de tie-in nessa Guerras Secretas, se saíram melhor as histórias avulsas a essas amarrações, como já tivemos a oportunidade de constatar em Inumanos - O Despertar de Attilan. Esse nível de qualidade dá um salto ainda maior com Guardiões de Lugarnenhum, trazendo mais riqueza ao Mundo Bélico do megaevento da Marvel Comics.

guardioes-de-lugarnenhum-guerras-secretas-2A trama começa com Angela, que está à procura de Gamora por algum motivo. Rapidamente ela chega ao encontro de Drax, afim de tirar do Destruidor a desejada informação, não sem antes entrar num sangrento embate. Antes que Drax seja derrotado Gamora aparece, e logo descobrimos o motivo de tanta procura: ela é uma desertora. Sua fuga é bem sucedida e Angela é despistada, revelando assim a equipe dos Guardiões de Lugarnenhum formada por Gamora, Drax, Rocket e Mantis.

No conforto de Lugarnenhum (mais um dos fragmentos do Mundo Bélico de Guerras Secretas), o grupo é surpreendido por Yotat, que se auto intitula o Destruidor do Destruidor, e através de um flashback entendemos o porquê da perseguição e sede de vingança do criminoso. Após a resolução desse novo conflito, é a vez de Angela reaparecer e cobrar de Gamora o preço da deserção. Em sua defesa, a Mulher mais letal do universo têm apenas o argumento de questionar toda a criação de Destino, o que não agrada Angela nem um pouco.

guardioes-de-lugarnenhum-guerras-secretas-4A grande questão de Guardiões de Lugarnenhum é Gamora e como ela faz um link entre o mundo idealizado por Destino em Guerras Secretas com o universo 616 da Marvel. Brian Michael Bendis, na condição de atual roteirista dos Guardiões da Galáxia, consegue desenvolver uma boa história com a propriedade de alguém que já está há muito tempo cuidando desses personagens. O final com Peter Quill é deveras emotivo e amarra bem as coisas para uma futura continuação da história, provavelmente em outra galáxia. Só ficou um tanto desnecessário os indivíduos da Tropa Nova que, apesar de ser maneiro ver ali Homem de Ferro, Capitã Marvel, Venom e Adam Warlock, é decepcionante não atribuir importância alguma para eles na história (qualquer membro randômico da Tropa Nova poderia desempenhar aqueles papéis).

Os desenhos de Mike Deodato estão incríveis, tanto nas cenas de ação quanto na ambientação de Lugarnenhum e seu arredor cósmico além do inspiradíssimo retrato de Rocket e Drax, muito próximos do visual dos cinemas. A soma do trabalho dos dois resulta em algo grandioso.

No Brasil, a história foi publicada pela Panini em Guerras Secretas: Guardiões da Galáxia Ed. 01 (Guardians of Knowhere 1-4, Secret Wars Too (II), Publicação quinzenal em 9 edições, formato 17 x 26 cm, 48+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc, R$ 7,90, distribuição nacional).

Deixe um comentário