Erê – O Jogo dos Orixás
Games

Erê - O Jogo dos Orixás: uma forma de ensino sobre os deuses africanos

Jogo de cartas foi desenvolvido pelo cosmonauta paidégua PH Carmo

Diego Barbarossa

12 jan, 2021

O projeto Erê – O Jogo dos Orixásé mais um dos jogos independentes que foram contemplados com os recursos da Lei 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc – por meio da Secretaria Municipal da cultura de Fortaleza. O jogo, desenvolvido por nosso cosmonauta Raphael Carmo, apresenta um jogo de cartas para auxiliar o ensino e a divulgação das culturas e religiões de matriz africana através dos Orixás.

De acordo com Carmo, Erê consiste em dar continuidade ao processo de criação e implementação de um jogo de cartas analógico e educativo disponibilizado para download grátis no site oficial. Todo o conceito de criação visual e jogabilidade foi inspirado nas culturas de matrizes africanas, com referência ao arquétipo dos Orixás do Candomblé.

O jogo foi inspirado na lei sobre o ensino de cultura negra, Lei 10.639/03, que versa sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana, ressaltando a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.

Em Erê - O Jogo dos Orixás, cada jogador controla um iniciante das religiões africanas que pede auxílio aos Orixás para ajudar pessoas em necessidade. Cada jogador vai receber um Orixá principal e vai utilizar as cartas para ganhar pontos acumulando axé e cumprindo os objetivos. O jogador com o maior número de pontos vence a partida e vai evoluir ao título de pai ou mãe de santo. As cartas do jogo são disponibilizadas gratuitamente para download, para que o jogador possa imprimir e jogar em casa.

Você pode seguir o Instagram do projeto ou visitar a página do jogo no Ludopedia para mais novidades, se quiser.

Deixe um comentário