CBLOL 2019 | INTZ surpreende, vence o Flamengo e é o campeão do 1º Split

0

Após 5 jogos emocionantes, o time do INTZ encaixa um 3X2 em cima do Flamengo e representará o Brasil no MSI.

Durante a fase de pontos, não houve dúvidas: O nível técnico do Flamengo estava bem acima das outras 9 equipes. Com um saldo final de 20 vitórias e apenas 1 derrota (para a equipe da KaBuM!, ex-campeã do CBLOL), a equipe Rubro-Negra demonstrou bons drafts, excelente trabalho de mapa e, claro, muita habilidade individual dos 5 jogadores.

Comissão Técnica e Jogadores levantam o troféu de campeão do 1º Split do CBLOL – Foto: Humberto Mota

O time do INTZ manteve uma campanha sólida durante a fase de pontos, tendo crescido e consolidado seus jogos com o passar das semanas. O INTZ terminou sua fase de pontos em 2º lugar, com 13 vitórias e 8 derrotas. Apesar da contratação do atirador argentino Matias “Whitelotus” Musso, quem se destacou na bot lane dos intrépidos foi Guilherme “Mills” Uessle, player destaque na Superliga ABCDE e, no CBLOL, conquistou a vaga de titular após ótimas atuações em conjunto com o suporte Ygor “RedBert” Flores.

Estúdio Lotado para a final entre Flamengo E-Sports e INTZ – Foto: Humberto Mota

Na final, a competitividade das equipes foi ao nível máximo. Quem acreditou em 3×0 para a equipe rubro-negra, foi contrariado. Mesmo com o Flamengo quebrando o recorde de vitória mais rápida dessa etapa do CBLOL, finalizando o primeiro jogo em apenas 22 minutos, o  INTZ conseguiu a recuperação, empatando a série.

As duas partidas seguintes foram controladas e o clima no estúdio mudou. Jogadores e torcida aparentavam tensão. A cada jogada, menos certeza se tinha quanto ao resultado final da série. Com vitórias alternadas, o INTZ conseguiu o empate da série em 2×2, levando o confronto para o 5º e decisivo jogo.

Felipe “brTT” Gonçalves, atirador do Flamengo E-Sports – Foto: Humberto Mota

Durante as 5 partidas, nomes como o do mid laner do INTZ, Bruno “Envy” Farias e do atirador da equipe do Flamengo, Felipe “brTT” Gonçalves foram constantemente destacados por suas atuações.

Na quinta e decisiva partida, Rodrigo “Tay” Panisa trouxe o campeão Kayle como escolha para a rota do topo do INTZ, apostando em um jogo demorado e com muito acúmulo de recursos. Com uma execução de split push (tática em que duas rotas são pressionadas ao mesmo tempo, dividindo as forças do inimigo e enfraquecendo suas composições), o INTZ não deu chance para o Flamengo executar sua composição de forma eficiente e, contrariando todos os especialistas, garantiu a vitória e representará o Brasil no MSI 2019.

Torcida e equipe comemoram vitória de 3×2 em cima do Flamengo – Foto: Humberto Mota

Para Carlos Antunes, diretor de Esports da Riot Games no Brasil, o formato de Melhor de 1 para a fase de pontos, onde cada equipe se enfrenta três vezes durante o split e não há possibilidade para empate, trouxe mais competitividade e dá aos times a oportunidade de testar reservas, desenvolver um estilo de jogo próprio e além disso, aproxima o Brasil dos formatos executados no exterior.

A partir do dia 1º de maio, o INTZ estará no Vietnã, onde representará o Brasil no Mid Season Invitational, torneio global de League of Legends onde 13 regiões participarão enviando o campeão de sua última Etapa (Etapa de Primavera ou Primeira Etapa) para enfrentar outros campeões regionais pelo título de “Campeã do MSI”. Já tendo passado em anos anteriores pela China, América do Norte, Brasil e Europa.

Serviço:

Mid Season Invitational 2019

Quando: De 1º a 19 de Maio
Onde: Vietnã e Taipé Chinesa
Como acompanhar: Canais oficiais da Riot Games na Twitch e no YouTube

Texto por Humberto Motta