Altamira-projeto-humanos-podcast
Games

Altamira, nova temporada do podcast Projeto Humanos, estreia no Globoplay

Edipo Pereira

9 abr, 2022

No final da década de 1980, uma série de crimes brutais ocorridos contra meninos entre 8 e 14 anos no interior do Pará chocou o Brasil com o que ficou conhecido como “o caso dos meninos emasculados em Altamira”. Sequestros, mortes de crianças, rituais macabros e tráfico de órgãos nortearam a investigação policial na época repleta de controvérsias. E este é o tema que Ivan MIizanzuk se debruça na quinta temporada do podcast Projeto Humanos, com a temporada Altamira, que chega ao Globoplay e todas as plataformas de áudio nesta quinta-feira, dia 07. A partir de uma minuciosa pesquisa, repleta de desafios, Mizanzuk aponta todo o complexo contexto político, social e econômico da região que influenciou diretamente as investigações e os rumos do caso na época.

Para o autor da obra, responsável também pelo sucesso ‘O Caso Evandro’, o processo de construção de ‘Altamira’ é extremamente complexo, somando, até o momento, três anos de estudo e pesquisa criteriosos e exaustivos. “Estamos falando de uma cidade historicamente prejudicada e de um caso envolvendo muitas vítimas. A falta de informações, registros e até mesmo a precariedade e dificuldade no acesso aos materiais de arquivo sobre o caso dificultam bastante apuração, pois eles nunca estão completos”, explica o jornalista, escritor e professor Ivan Mizanzuk - que atualmente faz parte do time de criação da Globo e tem na bagagem mais de 10 anos de experiência como podcaster.

Cheio de reviravoltas investigativas sobre a autoria e motivações dos crimes, com personagens surpreendentes e uma intensa mobilização social, o caso de Altamira chamou a atenção de Mizanzuk na época em que estava produzindo ‘O Caso Evandro’, devido algumas semelhanças entre as duas histórias. Na época em que produzia ‘O Caso Evandro’, Mizanzuk se deparou com outros crimes envolvendo crianças em Altamira, com suspeitas de rituais macabros em circunstâncias parecidas e em períodos muito próximos ao que ocorrera em Guaratuba.  “Enquanto pesquisava a história de Guaratuba, me surpreendi ao identificar uma suspeita envolvida no caso de Altamira e que estava sendo relacionada à eventuais rituais religiosos para matar meninos no Norte do país. Eu, claro, quis verificar como era realmente essa história”, completa.

Deixe um comentário