The Deadly Tower of Monsters | Review

420

Hoje em dia os filmes de ficção científica podem ser cult e super famosos, mas existia um tempo em que obras com robôs, alienígenas e viagens espaciais eram frutos de filmes B, com orçamento baixíssimo e qualidade discutíveis. The Deadly Tower of Monsters tenta emular um desses filmes em forma de jogo, brincando com a transmídia e quebra de quarta parede em um hack’n slash simples e divertido.

A história do jogo tem dois níveis. Uma delas é bem genérica, uma nave espacial cai em um planeta misterioso e seu piloto, Dick Starspeed, deve enfrentar um imperador maligno para salvar a população de macacos de monstros, para isso ele se junta à filha do imperador e seu robô para subir até o topo de uma torre repleta de monstros. Não poderia ser mais genérico. Mas o segundo nível da história é que traz a beleza do jogo: Isso tudo que foi falado agora é a história de um filme B dos anos 70 que está sendo relançado em DVD, enquanto jogamos o jogo, escutamos uma trilha de comentários em áudio do diretor enquanto explica como “filmaram” a obra e conversa com o engenheiro de áudio.

Resultado de imagem para the deadly tower of monsters

Sem dúvida, a coisa mais divertida do jogo é essa trilha de áudio onde o diretor fala sobre problemas com os autores, explica como foram feitos os “defeitos especiais” e faz comentários pedantes e preconceituosos. É um sujeito babaca que você ama odiar. Além disso, toda a atmosfera do jogo tenta te trazer para uma ambientação de um filme B, desde os filtros de imagem e som de má qualidade até a animação dos monstros emulando um stop motion do início do século. Os diálogos também são muito divertidos e toscos, o que vai fazer você ter umas boas gargalhadas jogando. Os apreciadores do cinema vão pegar algumas piadas a mais mas qualquer um pode se divertir com a experiência.

Resultado de imagem para the deadly tower of monsters

No quesito jogabilidade o jogo faz o feijão com arroz, é um hack’n slash genérico com uma variedade interessante de armas e boa variedade de monstros. Além disso, o jogo é um grande jumping puzzle pois você vai estar sempre pulando sobre plataformas enquanto sobe a torre. O jogo ainda traz algumas passagens secretas e itens escondidos que vão deixar os completionistas mais ocupados. O level design do jogo é algo a ser parabenizado, pois você realmente tem a impressão que está subindo uma torre enorme com o cenário sempre mudando e nunca ficando repetitivo.

Além da jogabilidade que poderia ser um pouco mais diversificada, um ponto fraco é a duração do jogo. Em menos de 5 horas você o termina e consegue pegar alguns itens escondidos. Acredito que se quiser platinar, demora mais um pouco, mas nada demais. Nesse caso, os dois pontos fracos deveriam ser melhorados para deixar o jogo mais interessantes, porque se ele fosse mais longo com certeza seria repetitivo.

Resultado de imagem para the deadly tower of monsters

The Deadly Tower of Monsters entrega um jogo simples mas que foi feito com carinho, uma homenagem aos filmes B dos anos 50, 60 e 70. O jogo vai te trazer uma boa diversão enquanto espanca diferentes tipos de monstros e escuta os comentários hilários do diretor. A jogabilidade e a duração poderiam ser maiores, mas no final o saldo é positivo. No momento que esse Review vai ao ar o jogo está de graça para os assinantes da Playstation Plus, é uma boa hora de dar uma chance ao jogo.

 

Crítica Geral
Pontuação
Professor, Ilustrador e Game Designer, as profissões mais bem pagas do mundo.