O gênero de piratas sempre deu asas à nossa imaginação, aquela sensação de liberdade, exploração e contra a lei que as histórias de pirata nos trazem mexem com nossas crianças interiores. Merchants & Marauders busca justamente isso, uma experiência imersiva e completa do que é ser um pirata em um ótimo Ameritrash.

Nesse jogo, cada jogador controla um capitão que navega pelas ilhas do Caribe na era de ouro da pirataria. Como o próprio nome sugere, aqui você escolhe se vai ser um Merchant (Mercador) ou Marauder (Saqueador), o primeiro é dentro da lei, conseguindo seus ponto apenas completando missões não criminosas e negociando mercadorias. Já o segundo traz toda emoção da pirataria com saques e destruição. Vidas violentas terminam de forma violenta, se você escolher ser um pirata, as armadas de outros países vão lhe caçar no melhor estilo GTA, com direito a nível de procurado e tudo.

Yo ho! E uma garrafa de rum!

O objetivo do jogo é chegar primeiro aos 10 pontos de Glória, o que serve como pontos de vitória no jogo. E é aí que entra o seu primeiro ponto positivo, existem várias formas para conseguir esses pontos de vitória, desde saquear navios mercadores, a juntar dinheiro em seu baú na ilha natal até afundar navios de outros jogadores ou de NPC’s.

A ação do jogo se passa em dois tipos de cenário. Nos portos, os jogadores podem fazer diversos tipos de ações em um só turno, representando o desembarque do seu navio. Lá você pode comprar ou vender mercadorias, comprar melhorias para seu barco, ouvir sobre rumores de missões ou consertar partes quebradas. A mecânica dos rumores é bem imersiva e um pouco frustrante em alguns momentos, você gasta dinheiro e faz um teste para ganhar uma carta de missão. Ao navegar e chegar no local indicado na mesma, o jogador precisa fazer um novo teste para descobrir se o rumor era verdadeiro, uma jogada de dados azarada e você perdeu tempo viajando, pois era tudo mentira. Isso pode ser interessante na narrativa, mas alguns jogadores podem ficar frustrados em perder ações por causa de dados.

Agora a ação mais punk acontece nos mares onde a porrada come. Os jogadores podem enfrentar navios NPC’s que viajam pelo mapa usando uma inteligência artificial simples ou se enfrentar entre si. Caso o jogador seja um mercador, os pirata vão lhes caçar, caso seja um pirata, as armadas dos outros países vão ficar em seu encalço. O combate é simples mas consegue trazer bem a atmosfera das batalhas navais para a mesa. Os jogadores vão atirar balas de canhão, usar ganchos pra quebrar mastros ou invadir o outro navio para um combate mão-a-mão. Tudo dependendo de decisões estratégicas mas de muita sorte também.

Sobre a sorte, é um dos pontos fracos do jogo. Quase tudo que você faz na partida depende de jogadas de dados e testes envolvendo atributos. Cada jogador possui um capitão e um navio com atributos diferentes. Alguns capitães são melhores em navegar, outros em barganhar, isso vai ajudar o jogador a escolher seu caminho de mercador ou pirata durante a partida. A minha experiência é que, a jornada e a narrativa do jogo são tão imersivas e legais que algumas jogadas de dado azaradas não atrapalham na diversão, muito pelo contrário, ajudam na realidade da situação.

A vida de pirataria

 photo SAM_4476.jpg

O jogo possui muita coisa e consegue trazer bem uma experiência imersiva da vida pirata para as mesas. Só para terem uma idéia, tem como as nações existentes entrarem em guerra, existem diversas missões com textos que fazem nossa imaginação viajar e algumas vezes com partes cômicas e as narrativas emergentes que podem surgir na partida darão boas histórias para o futuro. Os componentes são ótimos, existem diferentes tipos de navios e um toque de mestre foi adicionar pequenos baús para guardar o dinheiro da ilha natal. Uma dica essencial é jogar escutando alguma trilha sonora emocionante como a do piratas do caribe ou outras no mesmo estilo, vai aumentar bastante a diversão da partida.

Pontos fracos da vida no mar

Além do excesso de sorte, um ponto fraco grande é a duração da partida e o ocasional downtime que pode ocorrer. Tanto a ação do porto como o combate podem ser bastante demorados e alguns jogadores podem se ver esperando muito para chegar sua vez, isso pode ser bastante frustrante. Consequentemente, a duração da partida pode ser bastante longa, com 3 ou 4 horas dependendo do grupo. Mas isso se acerta com jogadores mais experientes, a partida flui bem melhor.

Conclusão

Merchants & Marauders é um pesado ameritrash que traz uma grande experiência e imersão para as mesas de jogos. Você vai se sentir em um RPG, viajando de lá para cá, completando missões e fazendo upgrades em seu navio, enquanto tenta caçar ou fugir de inimigos. Uma ótima pedida para jogadores hardcore e que adoram jogos competitivos. Eu não recomendaria para grupos muito novos no mundo dos boardgames ou para amantes dos euros, o excesso de sorte pode irritar alguns e a demora também. A dica é separar uma tarde, colocar a trilha sonora,  chamar jogadores focados e ter bastante diversão cheia de rum e tiros de canhão.

Lançado no Brasil:Sim
Número de Jogadores: 2-4
Duração: Aprox. 3 horas
Preço: Aprox. $330,00