assassins-creed-origins egito
Games

Conhecendo o Egito através da cultura pop

CosmoNerd

21 mar, 2021

O Egito é um país fascinante que, além de ligar o nordeste da África ao Oriente Médio, também se trata de um lugar que remete culturalmente ao tempo dos faraós, onde monumentos milenares foram construídos e são palco do interesse público até hoje.

Desse modo, levando em conta que não podemos visitar o país presencialmente por enquanto, resolvemos fazer um tour pelo Egito com o propósito de nos familiarizarmos mais com suas particularidades, listando uma atração das principais plataformas do entretenimento dentro da cultura pop que são livros, séries, filmes e jogos eletrônicos. Vamos a elas?

Jogo: Assassin's Creed Origins, da Ubisoft

Se até Kratos e seu God of War pode mudar da mitologia grega para a nórdica, imagina o arrasa-quarteirões Assassin's Creed, da Ubisoft? Em Origins, lançado no final de 2017, o jogador é levado ao Reino Ptolemaico no Antigo Egito para desvendar os primórdios da longa disputa entre os Assassinos (que visam a paz e a liberdade) e os Templários (que querem a mesma coisa através da dominação). Ótima oportunidade para visitar Mênfis e Alexandria enquanto lançamos mão da tradicional jogabilidade da franquia, cheia de furtividade, estratégia e escaladas.

Outra opção de diversão dentro dos jogos são os slots do Egito, que são as máquinas caça-níquel que possuem o exótico país como tema.

Série: Paranormal, da Netflix

Nada mais justo que indicar uma atração originária do próprio país, não? Lançada no ano passado no serviço Netflix, em Paranormal acompanhamos o Dr. Refaat Ismail (Ahmed Amin), um perito em investigações paranormais depois de passar por algumas situações bizarras em sua vida. Cético por natureza, ele acaba aceitando seu destino encarando sua vida como uma espécie de “comprovação” da Lei de Murphy, que diz que tudo que pode dar errado, acontecerá no pior momento possível. O roteiro é baseado em uma série de livros de enorme sucesso no Egito escritos por Ahmed Khaled Tawfik.

Livro: Morte no Nilo, de Agatha Christie

Para começar, vamos indicar a atração mais clássica dessa lista. Agatha Christie deu vida a essa obra em 1937, inspirada pela sua estadia no Egito. A trama acompanha a história de Linnet Ridgeway, uma talentosa e privilegiada jovem. Também uma empresária de sucesso, ela descobre que possui inimigos ao fazer uma viagem de cruzeiro ao país. Quando um assassinato é cometido à bordo, cabe ao notório detetive Hercule Poirot tentar solucionar a questão. Uma adaptação para os cinemas foi lançada em 1978 com Mia Farrow no elenco. Vale lembrar também que um remake do longa, com Gal Gadot e Kenneth Branagh (que também dirige), está prestes a estrear.

Filme: A Múmia (1999)

Um bom blockbuster dos cinemas precisa conseguir abranger diversos gêneros com habilidade, e é o que acontece em A Múmia, de 1999. Puxando para o lado do terror sobrenatural temos pirâmides e criaturas míticas como a que da título ao filme. Outro lado forte é o seu elenco, com nomes super carismáticos como Brendan Fraser e Rachel Weisz além de John Hannah como alívio cômico, vivendo um homem esperto e interessado (às vezes um pouco além da conta) em riquezas. A bilheteria desse filme foi considerada muito boa, com um total de US$ 409 milhões para um orçamento de US$ 80 milhões, o que garantiu sequências para a franquia.

Deixe um comentário