Harry Potter: Wizards Unite mostra o potencial da realidade aumentada

0
122
Harry Potter: Wizards Unite Blog/Divulgação
Harry Potter: Wizards Unite Blog/Divulgação

Lançado há pouco tempo, o jogo de realidade aumentada Harry Potter: Wizards Unite™ será muito familiar para qualquer um que tenha jogado Pokémon: GO. Ainda assim, o título conta com algumas qualidades interessantes que o diferenciam dos seus antecessores e mostram todo o potencial da realidade aumentada.

Desenvolvimento feito com parcerias de peso

Anunciado pela primeira vez em 2017, Harry Potter: Wizards Unite™ é um esforço conjunto das poderosas desenvolvedoras Niantic, responsável pelos sucessos Pokémon: GO e Ingress, e WB Games San Francisco, que produziu clássicos como Middle-Earth: Shadow of War, Batman: Return to Arkham e muitos outros.

O jogo foi lançado nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil e outros territórios internacionais no fim de junho e está disponível para dispositivos iPhone, iPad e Android.

História explora diversos aspectos interessantes da franquia

A história do jogo envolve uma calamidade inexplicada que está espalhando itens mágicos pelo mundo dos “trouxas”, as pessoas sem poderes mágicos do mundo de Harry Potter.

Não está claro quem é responsável e por quanto tempo esses artefatos ficarão escondidos, por isso, como parte da Força-Tarefa do Estatuto do Sigilo, o objetivo do jogador é procurar traços mágicos da calamidade e reunir pistas para descobrir a causa.

O jogo é baseado nos livros e filmes de Harry Potter e nos dois filmes “Animais Fantásticos e Onde Habitam” para criar um mundo de bruxos ao mesmo tempo inovador e familiar diretamente no telefone do usuário.

Harry Potter: Wizards Unite Blog/Divulgação

Potencial bem utilizado da realidade aumentada

A realidade aumentada (RA) já é amplamente considerada o futuro do videogame e Harry Potter: Wizards Unite™ conta com diversos elementos que provam o motivo disso ser verdade.

O game utiliza os recursos de GPS do telefone do jogador para que ele se movimente pelo mundo físico e interaja com feras, objetos, pontos de interesse e avatares de bruxas e bruxos dos outros jogadores.

Enquanto em Pokémon a RA levava o usuário para uma vida como treinador, em Harry Potter essa tecnologia serve uma função muito mais ampla de imergi-lo em um mundo mágico novo e maravilhoso, o que faz com que ele viva uma jornada parecida com a de Harry Potter depois de aprender pela primeira vez é um bruxo.

Enquanto Pokémon conta com apenas alguns pontos de interesse, o mapa de Harry Potter é muito diversificado. Lá é possível encontrar inúmeras pousadas, estufas, fortalezas e até mesmo bandeiras que alertam sobre traços de artes escuras, todas devidamente integradas com o jogo e repletas de recompensas para os jogadores atentos.

Ao tocar em uma pousada, por exemplo, o usuário é transportado para uma incrível sala de jantar em AR para reunir comida e reabastecer sua energia para lançar os poderosos feitiços.

O cenário dentro das estruturas é muito mais completo que o que estava disponível até agora. Pratos de jantar flutuam, vasos de plantas giram na frente do jogador e ao olhar pela tela do celular é possível esquecer do mundo real e realmente sentir como se tivesse entrado em uma sala mágica.

Para completar a experiência, o game também utiliza chaves de portal para levar o usuário para uma sala da infame loja Borgin & Burkes no Beco Diagonal. Nessa sala completamente construída em RA, ele pode se movimentar, caminhar e examinar objetos para ganhar recompensas.

O melhor de tudo é que nada impede que no futuro essa mecânica também seja utilizada para transportar o gamer para ainda mais locais famosos da franquia.

O jogo também é muito mais bonito fora das estruturas. Corujas e aviões de papel coloridos deslizam voando pela tela do celular, chaminés de fumaça indicam que uma pousada está reabastecendo seu suprimento de comida e diversos outros pequenos detalhes fazem com que o mundo seja muito mais imersivo e pareça vivo.

Experiência incrível que precisa ser experimentada

O grande foco de Harry Potter: Wizards Unite™ é a exploração de um mundo mágico inesperado escondido ao redor do jogador e a utilização da RA é perfeita para passar essa ideia de que há algo além do que os simples olhos podem ver.

Da maneira como o usuário interage com os vários personagens, criaturas e estruturas que encontra até lançar feitiços e colaborar com outros jogadores para conter magia negra, tudo relacionado ao game parece muito mais vivo do que seria possível e o título merece ser conferido por todos os fãs da saga.