A jornada do Velho Logan

0
391

Nesse momento você já deve saber que o terceiro e último filme solo de Hugh Jackman na pele do Wolverine recebeu o singelo título de Logan. Simples e direto. Mas que ainda assim possui um significado e tanto se analisarmos todo o cenário dos mutantes na Fox. A divulgação começou com o diretor James Mangold liberando em sua conta no twitter a imagem de uma folha do roteiro do longa.

Logo depois, Hugh Jackman publicou uma imagem do primeiro cartaz do longa; que cobria toda a lateral de um prédio em Nova York. E que revelava de forma oficial o título e a data de estreia da produção. Pode parecer pouco, se levarmos em conta que o primeiro trailer deve ser liberado nos próximos dias. Mas um pouco de observação e especulação pode revelar caminhos interessantes para Logan.

Voltando para a página do roteiro, a primeira palavra que se destaca é Fuck. Isso pode confirmar que o filme terá uma veia bem mais madura que seus antecessores, algo que já havia sido comentado pelos produtores. Também é o sinal de que a Fox esperar repetir o sucesso obtido com Deadpool, com todo o sangue e palavrões. Nada mais justo para a última empreitada do Carcaju nos cinemas (até que role aquele reboot maroto…).

Em seguida, James Mangold deixa bem clara a sua visão para o filme. “Agora parece ser uma boa hora pra falar sobre as ‘lutas’ descritas nas próximas 100 páginas. Basicamente, se você tá querendo umas paradas hiper coreografadas, desafiando gravidade, com efeitos especiais destruindo a porra toda, esse não é o seu filme”. Algo que passa bem longe dos recentes Batman vs Superman e Capitão América: Guerra Civil. Inteligente, até que se prove o contrário.

Ênfase para esse trecho muito importante: “Nesse filme, as pessoas vão se machucar ou morrer quando der merda pra cima delas. Elas vão se machucar tanto ou morrer quando cair merda em cima delas. Elas vão se machucar ou morrer se elas forem atingidas por algo grande e pesado, tipo, um carro. Se alguém na nossa história tiver o azar de cair de um telhado ou janela, não vai quicar. Vai morrer”. Entendeu, Dona Marvel?

Até aí, tudo muito lindo. Mas é no próximo parágrafo que o roteiro fisga os fãs de vez: “Em relação ao nosso herói, bom, ele tá mais velho agora e fica claro que suas habilidades não são mais como antes. Ele tá desaparecendo por dentro e o fator de cura diminuído o mantem em um estado de dor constante — por isso ele usa bebida como analgésico. Então, por favor, se preocupem com ele”. Juntando os pontos, e agora entrando naquela parte especulativa, temos algo bem parecido com Old Man Logan.

logan_roteiro

Old Man Logan é uma clássica HQ da Marvel, escrita por Mark Millar e desenhada por Steve McNiven. Na trama, situada em futuro distópico, os EUA foi dividido em quatro regiões comandadas por Hulk, o novo Rei do Crime, Caveira Vermelha e Doutor Destino. Logan vive no quintal de Bruce Banner, que é comandado por seus filhos oriundos de relações incestuosas com a Mulher-Hulk. Sem dinheiro para pagar o aluguel, Logan aceita um convite de trabalho do Gavião Arqueiro (que agora está cego).

Partindo desse ponto, começa um tipo de “road movie” pelo inferno, com a dupla enfrentando os mais perigosos desafios para entregar uma carga secreta. No caminho, eles trombam com o Caveira Vermelha, resgatam a filha do Gavião Arqueiro (que é neta do Peter Parker), são perseguidos por um Venom dinossauro e recebem ajuda de Emma Frost e Raio Negro. Uma confusão enorme.

Ao longo da história também vamos descobrindo mais sobre o velho Logan. Por exemplo, o motivo pelo qual ele aposentou suas garras. E isso tem total ligação com o título do novo filme. Quando foi enganado e cometeu um grande erro, Logan jurou que nunca mais usaria aquelas armas, enterrando de vez a alcunha de Wolverine. Entendeu aonde quero chegar? Mas aí chegamos no grande problema que o filme pode enfrentar: direitos sobre personagens.

loganposter

Veja bem, estamos tratando de nomes como Hulk, Gavião Arqueiro, Rei do Crime, Caveira Vermelha e até o escudo do Capitão América aparece em um determinado momento. Tudo isso longe das trêmulas mãos da Fox. Curiosamente, durante uma entrevista ao IGN, Mark Millar comentou como o estúdio poderia superar esses problemas contratuais.

“Eles [personagens da Marvel] não são tão importantes na história. A forma como trabalhei e estruturei a coisa pode ser quebrada facilmente – imaginei uma viagem de um lado para outro da América e o que ele encontra pelo caminho, e adicionei algumas adversidades. Basicamente é o Wolverine fazendo um filme na estrada junto com um amigo [o Gavião Arqueiro cego]. Mas esse amigo pode ser o Ciclope e ele pode estar cego pelo fato de seu visor de quartzo-rubi estar quebrado e ele precisa manter os olhos fechados o tempo todo e tal, mas ainda insiste em dirigir o carro onde eles estão atravessando o país. Tem um monte de coisa. No lugar do Hulk, você pode colocar o Blob, ou algo assim.”

Uma saída inteligente, e que provavelmente está sendo analisada pela Fox. Isso justificaria a presença do Professor Xavier (Patrick Stewart) no filme. Basta arrumar alguma treta apocalíptica entre os mutantes e voilá, temos um futuro distópico. Claro, algo em menor escala do que vimos em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido. Sentinelas não seriam um bom ingrediente aqui.

Ainda temos a misteriosa mão que segura a de Hugh Jackman. Aqui cabem vários palpites: a criança que apareceu nas imagens do set, uma nova personagem, Jade Logan (filha do herói) e até mesmo a X-23 (clone do Wolverine, que até chegou a assumir seu lugar nos quadrinhos). Essa seria uma ótima aposta para o futuro. Até março do ano que vem, não tem como sair muito do campo da especulação. Mas fica a torcida para que o Wolverine finalmente ganhe um filme digno de sua trajetória.

Obs: antes de começar as piadas, a Fox já garantiu que o título do filme em terras tupiniquins será apenas Logan. Então nada daqueles famigerados subtítulos ¯\_(ツ)_/¯