Prêmio Abraccine 2020
Filmes

Prêmio Abraccine 2020: confira os vencedores

Sertânia e Retrato de uma Jovem em Chamas foram os longas premiados

Diego Barbarossa

22 fev, 2021

Mesmo com um ano atípico, com a pandemia do coronavírus e o fechamento das salas de cinema pelo Brasil, a indústria cinematográfica esteve atuante, demonstrando sua capacidade de reinvenção em formas de produção e distribuição. Em seu resultado, que apresentou filmes lançados em diversas plataformas, o Prêmio Abraccine 2020 é uma demonstração disso.

E nos destaques da premiação deste ano temos Sertânia, de Geraldo Sarno, como melhor longa-metragem brasileiro, e o francês Retrato de Uma Jovem em Chamas, de Céline Sciamma, levando na categoria de melhor longa-metragem estrangeiro.

Além disso, pela primeira vez, a premiação teve um empate triplo na categoria de melhor curta-metragem brasileiro, com Inabitável, de Enock Carvalho e Matheus Farias, que traz uma abordagem fantástica futurista da temática trans; A Morte Branca do Feiticeiro Negro, de Rodrigo Ribeiro, resgate experimental sobre a origem e a permanência do racismo; e República, de Grace Passô, filme político produzido durante a pandemia.

Confira os vencedores no Prêmio Abraccine 2020 abaixo:

LONGA-METRAGEM BRASILEIRO

Vencedor: Sertânia, Geraldo Sarno

Completam o Top 10 em ordem alfabética

Aos Olhos de Ernesto, Ana Luísa Azevedo
Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, Bárbara Paz
Emicida: AmarElo - É Tudo Pra Ontem, Fred Ouro Preto
A Febre, Maya Da-Rin
Fim de Festa, Hilton Lacerda
Pacarrete, Allan Deberton
Sol Alegria, Mariah Teixeira e Tavinho Teixeira
Todos os Mortos, Marco Dutra e Caetano Gotardo
Vermelha, Getúlio Ribeiro

LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO ESTRANGEIRO

Vencedor: Retrato de uma Jovem em Chamas, Céline Sciamma

Completam o Top 10 em ordem alfabética

Adoráveis Mulheres, Greta Gerwig
O Caso Richard Jewell, Clint Eastwood
O Farol, Robert Eggers
Hotel às Margens do Rio, Hong Sang-soo
Joias Brutas, Josh e Benny Safdie
Martin Eden, Pietro Marcello
Os Miseráveis, Ladj Ly
Nunca Raramente Às Vezes Sempre, Eliza Hittman
Você Não Estava Aqui, Ken Loach

MELHOR CURTA-METRAGEM BRASILEIRO

Vencedores:

Inabitável (PE), Matheus Farias e Enock Carvalho
A Morte Branca do Feiticeiro Negro (SC), Rodrigo Ribeiro
República (RJ), Grace Passô

Completam o Top 10 em ordem alfabética

O Barco e o Rio (AM), Bernardo Ale Abinader
Cinema Contemporâneo (PE), Felipe André Silva
Construção (RS), Leonardo da Rosa
Entre Nós e o Mundo (SP), Fabio Rodrigo
Extratos (SP), Sinai Sganzerla
O Que Há em Ti (SP), Carlos Adriano
Vaga Carne (RJ), Grace Passô e Ricardo Alves Jr.

Deixe um comentário