[adrotate banner="72"]
As Boas Maneiras - credito Rui Poças As Boas Maneiras - credito Rui Poças

Canal Brasil exibe mostra LGBTQIAPN+

[adrotate group="21"]

No dia 28 de junho é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAPN+ e o Canal Brasil preparou uma programação especial que visa dar ainda mais espaço para o tema, refletido nas lentes dos cineastas brasileiros premiados em todo o mundo. De 28 de junho a 1º de julho, a mostra contemplará títulos importantes do cinema, com treze longas e seis curta-metragens, entre ficções e documentários. Além disso, três séries serão exibidas na programação.

“Tinta Bruta”, dos gaúchos Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, longa premiado com o Teddy Award no Festival de Berlim, abre a mostra na madrugada de terça para quarta (28), à 0h45. No mesmo dia, às 16h30, será exibido o documentário “As Cores do Divino”, filme de Victor Costa Lopes sobre fé, sexualidade e preconceito; seguido por “Cazuza – O Tempo Não Pára”, de Sandra Werneck e Walter Carvalho, com o roteiro baseado na vida do cantor e compositor. Na mesma data, às 21h20, será transmitida a maratona da série “Toda Forma de Amor”, dirigida por Bruno Barreto e estrelada por Gabrielle Joie e Rômulo Arantes Neto.

No dia seguinte, faz sua estreia no canal o longa O Baile dos 41″, de David Pablos, que entra na mostra seguido do premiado documentário “Divinas Divas”, dirigido por Leandra Leal, que documenta a primeira geração de artistas travestis do Brasil; além de “Coroando”, de Paulo Castro, e “Raia 4”, com direção de Emiliano Cunha. Na faixa Curta na Tela, os curtas “Bonde”, “Guaxuma”, “Quebramar”“Alfazema” “Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui” compõem a programação especial. No mesmo dia, às 22h50, será exibido o longa “Flores Raras”, dirigido por Bruno Barreto e estrelado por Glória Pires.

Na madrugada de quinta para sexta-feira (30), à 0h45, a programação traz o premiado “As Boas Maneiras”, de Juliana Rojas e Marco Dutra, estrelado por Marjorie Estiano, vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Locarno. Também serão exibidos “Eu, Um Outro”, de Sílvia Godinho, “Alice Júnior”, de Gil Baroni, e a maratona da série documental “Transgente”, de Adriana L. Dutra e Malu de Martino No mesmo dia, também integram a programação o curta “Tea For Two”, de Julia Katharine, o longa “Bixa Travesty”, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman, protagonizado por Linn da Quebrada, e dois episódios da série “Nós”. Para fechar a mostra, na madrugada de sexta para sábado (1º), à 0h45, “Os Primeiros Soldados”, longa de Rodrigo Oliveira e estrelado por Johnny Massaro, traz a história de integrantes da comunidade LGBTQIAPN+ que buscam formas de resistir à epidemia de AIDS nos anos 1980.

Tinta Bruta (2018) 

Horário: Na madrugada de terça para quarta, 28/06, à 0h45

Classificação: 18 anos

Direção: Filipe Matzembacher e Marcio Reolon

Sinopse: Enquanto responde a um processo criminal, Pedro é forçado a lidar com a mudança da irmã para o outro lado do país. Sozinho no escuro do seu quarto, ele dança coberto de tinta neon, enquanto milhares de estranhos o assistem pela webcam.

As Cores do Divino (2020) 

Horário: Quarta, 28/06, às 16h30

Classificação: 16 anos

Direção: Victor Costa Lopes

Sinopse: Documentário realizado a partir de conversas com pessoas LGBTQIAPN+, unidas por um traço em comum: todas já fizeram parte, ou ainda fazem, de alguma instituição religiosa. O filme traça um instigante panorama sobre a relação entre religião e sexualidade.

Cazuza – O Tempo Não Para (2004) 

Horário: Quarta, 28/06, às 17h50

Classificação: 16 anos

Direção: Sandra Werneck e Walter Carvalho

Sinopse: A vida louca que marcou o percurso profissional e pessoal de Cazuza, do início da carreira, em 1981, até a morte em 1990, aos 32 anos: o sucesso com o Barão Vermelho, a carreira solo, as músicas que falavam dos anseios de uma geração, o comportamento transgressor e a coragem de continuar a carreira, criando e se apresentando, mesmo debilitado pela Aids.

Toda Forma de Amor

Horário: Quarta, 28/06, a partir das 21h20 (4 episódios em sequência)

Classificação: 16 anos

Direção: Bruno Barreto

Sinopse: A série de Bruno Barreto explora as múltiplas possibilidades de afeto no universo LGBTQIAPN+.

O Baile dos 41 (2022)

ESTREIA

Horário: Madrugada de quarta para quinta, 29/06, à 0h45

Classificação: 14 anos

Direção: David Pablos

Sinopse: Um grande escândalo que ocorreu no México durante o século XX. Em 1901, a polícia mexicana invadiu ilegalmente uma casa particular e interrompeu uma festa onde se encontravam vários homens da elite. No evento, muitos dos homens usavam roupas consideradas “femininas” e maquiagem. Isso causou um impacto na sociedade mexicana e forçou a população a discutir sobre sexualidade e gênero publicamente pela primeira vez.

Divinas Divas (2016) 

Horário: Quinta, 29/06, à 16h30

Classificação: 14 anos

Direção: Leandra Leal

Sinopse: As Divinas Divas são ícones da primeira geração de artistas travestis no Brasil dos anos 1960. Um dos primeiros palcos a abrigar homens vestidos de mulher foi o Teatro Rival, dirigido por Américo Leal, avô da diretora. O filme traz para a cena a intimidade, o talento e as histórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época com Rogéria, Valéria, Jane di Castro, entre outras.

Coroando (2022) 

Horário: Quinta, 29/06, às 18h20

Classificação: 12 anos

Direção: Paulo Castro

Sinopse: Um grupo de drag queens relata suas experiências artísticas, pessoais e sociais em São Paulo. Com foco nos processos criativos que culminam nas performances, as artistas compartilham experiências do mundo catártico e particular da arte drag: a criação e manutenção de uma personagem ao longo da vida.

Raia 4 (2021) 

Horário: Quinta, 29/06, às 19h20

Classificação: 14 anos

Direção: Emiliano Cunha

Sinopse: Amanda é uma nadadora pré-adolescente. Reservada, encontra embaixo d’água um refúgio para os seus segredos. O conflito com os pais, as pressões do esporte e da fase da vida, tudo parece se acumular.

Bonde (2019) 

Horário: Quinta, 29/06, às 21h

Direção: Asaph Luccas

Classificação: 14 anos

Sinopse: Três jovens negros da favela de Heliópolis saem em busca de refúgio na vida noturna LGBT+ do centro da cidade de São Paulo.

Guaxuma (2018) 

Horário: Quinta, 29/06, às 21h21

Direção: Nara Normande

Classificação: 14 anos

Sinopse: A amizade e o amor de infância entre Nara e Tayra, criadas na região litorânea de Alagoas.

Quebramar (2019) 

Horário: Quinta, 29/06, às 21h35

Direção: Cris Lyra

Classificação: 14 anos

Sinopse: Um grupo de jovens lésbicas de São Paulo viaja a uma praia deserta para passar o Ano Novo. Lá, constroem um refúgio físico e emocional para seus corpos e afetos através da amizade e da música.

Alfazema (2019) 

Horário: Quinta, 29/06, às 22h

Direção: Sabrina Fidalgo

Classificação: 14 anos

Sinopse: Durante o Carnaval, Flaviana (Shirley Cruz) precisa enfrentar um difícil dilema: como se livrar de um casinho da noite passada que se recusa a sair de seu chuveiro? O elenco também conta com Bruna Linzmeyer, Elisa Lucinda, Victor Albuquerque e Bianca Joy Porte.

Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui (2021) 

Horário:  Quinta, 29/06, às 22h25

Classificação: 18 anos

Direção: Érica Sarmet

Sinopse: Cansada da solidão, a motoqueira Vange (Zélia Duncan) decide atravessar a ponte Rio-Niterói até uma festa lésbica, onde conhece quatro jovens que compartilham entre si o lar e os afetos.

Flores Raras (2013) 

Horário: Quinta, 29/06, às 22h50

Classificação: 14 anos

Direção: Bruno Barreto

Sinopse: 1951, Nova York. Elizabeth Bishop (Miranda Otto) é uma poetisa insegura e tímida, que apenas se sente à vontade ao narrar seus versos para o amigo Robert Lowell (Treat Williams). Em busca de algo que a motive, ela resolve partir para o Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega de faculdade, Mary (Tracy Middendorf), que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Glória Pires).

As Boas Maneiras (2017) 

Horário: Madrugada de quinta para sexta (30/06), à 0h45

Classificação: 14 anos

Direção: Juliana Rojas e Marco Dutra

Sinopse: Ana (Marjorie Estiano) contrata Clara (Isabél Zuaa), uma solitária enfermeira moradora da periferia de São Paulo, para ser babá de seu filho ainda não nascido. Conforme a gravidez vai avançando, Ana começa a apresentar comportamentos cada vez mais estranhos e sinistros hábitos noturnos que afetam diretamente Clara.

Eu, Um Outro (2022) 

Horário: Sexta, 30/06, às 16h30

Classificação: 12 anos

Direção: Silvia Godinho

Sinopse: Luca, Thalles e Raul compartilham um elemento: nasceram como mulheres. Luca deixou sua cidade natal há 12 anos e decide ir atrás de Ana, seu primeiro amor, que não vê desde que era uma menina. Durante a jornada, cruza o caminho com outros dois homens trans. Raul é um estudante de filosofia que quer ser professor e Thalles é um segurança que odeia seu trabalho e enfrenta burocracia e preconceito para registrar seu nome masculino. O que todos eles têm em comum é a urgência de viver uma vida que acabou de começar.

Alice Júnior (2020) 

Horário: Sexta, 30/06, às 18h05

Classificação: 14 anos

Direção: Gil Baroni

Sinopse: Alice Júnior é uma youtuber trans cercada de liberdades. Depois de se mudar com o pai para uma pequena cidade que parece ter parado no tempo, a jovem precisa sobreviver ao preconceito para dar seu primeiro beijo.

Transgente 

Horário: Sexta, 30/06, a partir das 19h35 (6 episódios em sequência)

Classificação: 14 anos

Direção: Adriana L. Dutra e Malu de Martino

Sinopse: Série documental aborda seis histórias de luta e sobrevivência do universo transgênero no Brasil.

Tea For Two (2018) 

Horário: Sexta, 30/06, 22h05

Classificação: 12 anos

Direção: Julia Katharine

Sinopse: Silvia é uma cineasta de meia-idade em crise com sua vida. Na mesma noite em que é surpreendida pela visita da ex, que a largou há alguns anos, conhece uma outra mulher que a fascina.

Nós (2020)

Horário: Sexta, 30/06, às 22h30 (2 episódios em sequência)

Direção: Anne Pinheiro Guimarães

Classificação: 16 anos

Sinopse: Criada por David França Mendes e Rodrigo Ferrari,  a série discute a fluidez de padrões de gênero, sexualidade e homofobia a partir da rotina de uma família na qual múltiplas possibilidades de afeto fazem parte do cotidiano. A produção é protagonizada por Fernando Eiras, Fabia Mirassos e Maria Léo Araruna.

Bixa Travesty (2019) 

Horário: Sexta, 30/06, às 23h25

Classificação: 18 anos

Direção: Kiko Goifman e Claudia Priscilla

Sinopse: Linn da Quebrada, cantora e ativista trans, faz de sua arte e da própria vida um ato político e libertário para a militância LGBTQIAPN+. O documentário coproduzido pelo Canal Brasil em parceria com a Válvula Produções tem a performer como ponto central de uma discussão ampla sobre identidade de gênero, homofobia, fluidez sexual e padrões sociais.

Os Primeiros Soldados (2021) 

Horário: Madrugada de sexta para sábado (01/07), à 0h45

Classificação: 14 anos

Direção: Rodrigo Oliveira

Sinopse: Em 1983, o jovem biólogo brasileiro Suzano tenta sobreviver à primeira onda da epidemia de AIDS. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes.