Filmes

Animação brasileira é homenageada no Festival de Annecy

Edipo Pereira

8 jun, 2018

Filme contém diversos ícones da animação brasileira

Com 100 anos recém-concluídos de história no Brasil, a indústria da Animação do país será o principal destaque do Festival Internacional de Animação de Annecy.

Por isso, entre os dias 11 e 16 de junho a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil) estará na França, na pequena cidade de Annecy, ajudando a promover a ilustração brasileira.

A campanha foi criada pela agência F/Nazca Saatchi & Saatchi, a pedido da Apex Brasil como parte da estratégia de promoção internacional do país, Be Brasil. Ela será veiculada durante o evento por meio de peças de mídia exterior, site, um filme, dez depoimentos e um making of, que vão ajudar a resgatar a trajetória do setor.

Confira, em primeira mão, a belíssima produção que em 100 segundos relembra os 100 anos da animação brasileira. A dupla Alton, da Vetor Zero, ficou responsável pela direção das animações que compõem o filme. Os dois revelam que encararam "como uma honra o desafio de criar um filme colaborativo com os maiores nomes da animação brasileira”. O resultado final exibe em ordem cronológica essa curadoria feita entre Alton e a agência, que vai desde o ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum até o Cuca, do filme “O Menino e o Mundo”, que concorreu ao Oscar em 2016, passando por ícones da propaganda e publicidade da TV que marcaram época.

Os diretores ressalvam ainda que “o projeto só foi possível graças ao trabalho e o talento de diversos ilustradores, que recriaram algumas das animações perdidas no tempo”. É o caso de Itsuo Nakashima, convidado para animar o “Piconzé”, um dos principais personagens criados pelo seu pai, Ypê Nakashima, que assina um dos primeiros longas coloridos de animação do Brasil. Walbercy Ribas, considerado por alguns como “o pai da animação no Brasil”, por sua vez, refez, com técnicas como quadro a quadro e guache, o pássaro que está no longa “Uma história de amor e fúria”, primeira animação brasileira a ganhar o principal prêmio do Annecy Festival e pré-selecionado para o Oscar de 2014.

Mais informações: http://www.apexbrasil.com.br/Noticia/INVASAO-BRASILEIRA-EM-ANNECY 

Ficha Técnica

AGÊNCIA: F/Nazca Saatchi & Saatchi
CLIENTE: Apex-Brasil
TÍTULO:  Cem Anos em Cem Segundos
DIREÇÃO GERAL DE CRIAÇÃO: Fabio Fernandes
DIREÇÃO DE CRIAÇÃO: Pedro Padro | Rodrigo Castellari
CRIAÇÃO:  Mica Moran | Luiz Brodo | Marcelo Almeida 
ATENDIMENTO:  Saulo Sanchez | Rafael Cappelli | Gabriela Marques | Julia Marquezi | Camila Larroudé
MÍDIA:  Mauricio Almeida | Adriana Roza | Leonardo Sousa
PLANEJAMENTO:  Rita Almeida | Quentin Mahe
RTV:  Elucieli Nascimento | Fernanda Sousa | Rafael Paes | Victor Alloza
PRODUTORA DO FILME: Vetor Zero  
DIREÇÃO DE CENA: Alton
MONTAGEM: Equipe Vetor Zero
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Alberto Lopes e Sergio Salles
PÓS-PRODUÇÃO/FINALIZAÇÃO: Equipe Vetor Zero  
FINALIZADOR: Vivi Torre
ATENDIMENTO/LINE PRODUCER: Fernanda Germek | Marcia Guimarães
AUTORES CONVIDADOS: 
Alceu Baptistao - Tartaruga 
Alê Abreu - Menino e o mundo
Angeli - Wood & Stock e Rê Bordosa 
Celia Catunda - Luna e Peixonauta
Cesar Cabral - Dossiê Rê Bordosa
Clóvis Vieira - Cassiopéia
Juliano Enrico - Irmão do Jorel  
Kiko Mistrorigo - Luna e Peixonauta
Luiz Bolognesi - Uma História de Amor e Fúria
Marcos Magalhães - Ratinho Azul e Meow
Otto Guerra - Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock'n'Roll
Paolo Conti - Minhocas, o filme
Rafael Ribas - Lino uma aventura de sete vidas
Rosana Urbes - Guida
Thiago Martins - Fudêncio
Victor Hugo - Historietas Assombradas
Walbercy Ribas - O Grilo Feliz e o Homenzinho Azul
Zé Brandão - Tromba Trem 
PRODUTORA DE SOM: Satélite Áudio
MAESTRO: Equipe Satélite
ATENDIMENTO: Fernanda Costa | Tatiane Dias Ferreira
APROVAÇÃO CLIENTE:  Carlos Villanova | Pricila Caied | Fabio Galvão

DIGITAL
DIRETORA DE PRODUÇÃO INTEGRADA: Juliana Hasegawa
GERENTE DE PROJETOS: Vivian Mo | Fernanda Kochi | Julia Martinussi 

IMPRESSA
ART BUYER: Juliana Gardim | Edna Bombini | Kamila Bertolino
PRODUÇÃO GRÁFICA: Jomar Farias | Leandro Ferreira | Guilherme Gaggl

Deixe um comentário