5 filmes da Cultura Pop e o que eles ensinam sobre política

0

É ano de eleições e só se fala nisso, existem pessoas que já estão cansadas e não aguentam mais falar no assunto. Mas é muito difícil, talvez impossível, separar política de qualquer coisa, pois é algo que abrange tudo que fazemos e experimentamos. Separamos então alguns filmes famosos da cultura pop que possuem temas políticos nas suas entrelinhas.

Acredito que a arte é uma ótima forma de ensinar sobre temas diversos e muitos assuntos ficam mais palatáveis se expostos dessa forma. Vamos à lista.

RoboCop (1987)
Dir: Paul Verhoeven

Tema: Privatização da segurança.

RoboCop é um clássico da ficção científica que mostra um policial trazido a vida de volta com partes robóticas. Apesar de ser um policial fodão e combater o crime como um herói, o filme na verdade é uma crítica à privatização da polícia e da segurança. O próprio RoboCop é tratado como uma propriedade da empresa, não mais como ser humano. O longa mostra os interesses de lucro da OCP acima dos interesses de segurança da população de Detroit. Dessa forma nos fazendo refletir sobre os males de colocar bens e direitos do cidadão nas mãos de empresas que visam o lucro em primeiro lugar.

Star Wars (1977)
Dir: George Lucas

Tema: Fascismo e Autoritarismo

A franquia mais famosa dessa lista também é a que traz talvez a crítica mais branda. O Império de Star Wars é obviamente uma representação da Alemanha nazista, podemos perceber principalmente pelas roupas e cadeia de comando. Star Wars nos mostra um Império autoritário e militarista que deu um golpe de Estado e acabou com a democracia. A trilogia clássica mostra esse Império já estabelecido e combatendo a Rebelião, um grupo que quer colocar a democracia novamente no poder. Esses Rebeldes são tratados como terroristas e perigosos, nada muito diferente do que acontecia com quem se opunha à Ditadura Militar no Brasil. Na trilogia clássica podemos ver de forma mais política como o golpe de estado foi dado e a “morte da democracia” como é colocado no longa.

Tropas Estelares (1997)
Dir: Paul Verhoeven

Tema: Imperialismo e Militarismo

Tive que trazer mais um filme desse diretor pois Tropas Estelares é um dos filmes mais mal interpretados de todos os tempos. O longa mostra um estado militarista e imperialista que incentiva seus jovens a entrar no exército e invadir planetas em busca de algo que nem fica realmente claro. O longa mostra como a propaganda é usada para incentivar os jovens, mostrando cenas da guerra e também de possíveis danos que os aliens causam na terra, tentando criar um clima de vingança (mas desde pequeno me questionei como os aliens podem influenciar a Terra de tão longe). Em meio a ultra violência e efeitos especiais exagerados, o filme passa uma mensagem muito escondida de como a população pode ser induzida a ir a uma guerra sem sentido que eles nem mesmo sabem o porquê.

Jogos Vorazes (2012)
Dir: Gary Ross

Tema: Controle das massas pela mídia

Eu gosto muito da discussão que essa franquia traz pois é um dos poucos filmes que mostram o poder de uma propaganda em momentos de crise ou guerra. Nesse filme inspirado no livro, cidades menos favorecidas vivem à mercê de uma Capital que usa um programa de TV para colocar jovens lutando pela vida até somente um deles sobrar para poder viver em um lugar melhor. Desde o primeiro filme podemos ver o quão fútil se tornou a Capital se preocupando com coisas pequenas enquanto as outras cidades precisam trabalhar para comer. Mas a partir do segundo filme podemos ver como a narrativa de um conflito pode mudar tomando como base quem está contando a história. Mesmo os mocinhos podem manipular a verdade para vender sua narrativa.

Clube da Luta (1999)
Dir: David Fincher

Tema: Consumismo

Talvez esse seja o filme da lista com uma mensagem mais direta, mas é sempre bom reforçar. Clube da Luta não é sobre lutar com outros homens sem camisa para conhecer a si mesmo. O filme na verdade toca em diversos pontos, mas acredito que o principal deles é o consumismo excessivo. Tyler Durden critica a forma como damos importância a coisas fúteis e trabalhamos até morrer para comprar coisas que não são essenciais para nossa existência. Todas as questões psicológicas do filme são bem desenvolvidas também, mas a discussão política é bem forte. O autor do livro original, Chuck Palahniuk, adora criticar o modo de vida americano e diversos outros aspectos da vida em seus livros, e nesse não é diferente. Clube da Luta é um filme poderoso que pode até passar mensagens erradas dependendo de como você assiste. No fim, ele mostra que devemos pensar por nós mesmos pois até movimentos que pretendem “libertar” as pessoas podem acabar sendo vítimas de suas próprias ideologias.

E você, acha que outros filmes poderiam entrar nessa lista? Quais? Comenta aí o que você achou e vamos nos inspirar nessas belas obras para votar consciente nessas eleições.

Continue ligado no CosmoNerd para mais novidades da cultura pop, geek e nerd!