Raphael (Ph) Carmo

27 out, 2015

Filmes

O gênero Noir é um dos meus favoritos e está na ficção já faz bastante tempo, ele começou nos livros e ficou muito famoso no cinema preto e branco dos anos 40, além de sempre passear pelos quadrinhos também. Atualmente existem diversos filmes que bebem desse estilo e são chamados de neo noir, mas sempre possuem os mesmos clichês: Um detetive solitário, uma femme fatale, um crime, polícia corrupta, clima sombrio, etc.

A Ponta de um Crime (no original “Brick”) é um filme neo noir que trata do assunto de uma forma diferente e interessante. Ele pega a estrutura básica e todos os clichês do gênero e mistura com uma narrativa adolescente situada em uma High School americana. Na trama, o novinho e já competente Joseph Gordon-Levitt interpreta Brendan, um delinquente juvenil que está investigando a morte da sua ex-namorada e acaba entrando no mundo do crime. É o filme de estréia de Rian Johnson, que ficou conhecido mais tarde por Looper - Assassinos do futuro, também com Gordon-Levitt.

Todos os maneirismos do Noir estão aqui, mas tudo traduzido para uma temática teen. Os criminosos são jovens, a polícia é representada pelo diretor da escola, os informantes são alunos infiltrados em locais específicos, o ajudante do mocinho é um nerd, e por aí vai. Mas não se engane, o filme não é nenhum pouco infantil ou bobo, existem temas bem pesados e um clima bem sombrio envolvendo relacionamentos abusivos, drogas e assassinatos.

Gordon-Levitt é uma das melhores coisas do filme, mesmo novo ele consegue levar bem o filme entrega um protagonista bad boy bem carismático. Outros pontos a serem levados em consideração é a forma que a história se desenrola e a direção muito precisa, principalmente se levarmos em consideração que é um filme bem barato e com muita cara de independente. Apresentando tudo isso, A Ponta de um Crime é mais uma pérola do Netflix que deve ser descoberta.

 

Deixe um comentário