Diego Barbarossa

3 fev, 2020

Filmes

Em Joias Brutas, Adam Sandler constrói um personagem magnífico

Adam Sandler é mundialmente conhecido por suas diversas comédias barra filmes pastelões, como O Paizão (1999), Tratamento de Choque (2003), Espanglês (2004), Click (2006) e muitos outros. Mas ele já demonstrou ter uma boa aptidão em lidar com papéis dramáticos e complexos que podem ser vistos em Reine Sobre Mim (2007) de Mike Binder, em Embriagados de Amor (2002) de Paul Thomas Anderson, e na colaboração com Noah Baumbach por Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (2017).

Em Joias Brutas (Uncut Gems, 2019) - confira o trailer, de Josh e Benny Safdie (Bom Comportamento, 2017), Sandler entrega, mais uma vez, um personagem digno de ser reconhecido. Aqui, ele interpreta Howard Ratner, um comerciante de joias das ruas de Nova Iorque, casado, com filhos, uma amante e cheio de dívidas e dúvidas. Desde o início, o filme é veloz com os diálogos, as cenas, com as apresentações dos personagens. E isso demonstra um pouco como é o dia a dia de Howard: uma confusão.

Joias Brutas

Da esquerda para a direita: Kevin Garnett, Lakeith Stanfield e Adam Sandler. Reprodução: Netflix

A trama gira em torno de uma pedra - uma opala negra - que é descoberta na Etiópia, África, e que o personagem de Sandler adquire para tentar leiloar e conseguir pagar uma dívida. Canastrão, com um jeito piadista e preciso nas palavras, Sandler consegue desenvolver um bom personagem junto dos secundários do filme, como Demany (LaKeith Stanfield), que leva clientes para a loja de Ratner para conseguir dinheiro em cima das vendas; com a amante jovem e sexy (Julia Fox) que mostra o lado cômico, e nas cenas com a esposa Dinah (Idina Menzel), mostrando um lado mais confuso em relação ao que ele acredita e preza como família.

Em Bom Comportamento, os irmãos Safdie já traziam essa emulação com um roteiro sem fôlego e uma filmagem mais apressada fazendo com que o filme se torne mais dinâmico em relação à urgência. A filmagem focada nos rostos dos personagens, com as movimentações das câmeras, ajudam nessa ambientação eufórica.

Joias Brutas

Benny e Josh Safdie junto de Adam Sandler no set de gravação. Reprodução: Netflix

Joias Brutas é divisivo e tudo bem você não gostar do ritmo que o filme toma ou das histórias, que aos poucos, vão se montando. Acredito que a estética urbana, os diálogos, a ambientação e a fotografia, junto da curiosidade sobre o que vai acontecer no final de toda a jornada de Howard Ratner, deve segurar você até o final - bem inesperado, por sinal. Sem dúvidas, aqui temos o melhor, e talvez, mais complexo personagem de Adam Sandler.

Deixe um comentário