Frozen 2: maduro sem perder a magia | Crítica

0
cena de frozen 2

Continuação da animação Disney chega aos cinemas brasileiros dia 2 de janeiro de 2020

Por Maria Clara Medeiros Arruda

Para uma pessoa que é aficionada pela Disney desde que se entende por gente, não tem vida adulta que tire a magia e a felicidade que as animações (e live actions) nos trazem. Frozen 2 tem um pouco da nostalgia do primeiro filme, mas com um tom um pouco mais maduro, e com magia, muita magia.

O filme, que se passa três anos depois dos acontecimentos do primeiro, mostra Anna e Elsa, além de Olaf, Kristoff e Sven numa jornada em busca de respostas do passado. Conhecemos a história da floresta encantada e dos espíritos mágicos que nela residem, que foi apresentada às irmãs por seu pai, quando elas ainda eram crianças. A história acaba sendo esquecida com o tempo, até Elsa começar a ouvir uma voz a chamando, e eles deixam Arendelle. 

frozen 2 disney

Frozen 2 é um filme com um tom muito mais sério e dramático que o primeiro. O alívio cômico está em Kristoff e Sven, que protagonizam uma das cena mais engraçadas do longa (e provavelmente de todas as produções da Disney). E Olaf, é claro, que continua sendo a principal fonte de risadas do filme, falando sobre amadurecimento e da sua recente conquista de ter aprendido a ler. Mas ele também está presente em uma das cenas mais tristes. 

Finalmente Elsa e Anna têm a relação de irmãs que sempre sonharam, e esse elo que elas criaram se mostra presente durante diversos momentos da trama. É incrível ver como Elsa está muito mais confiante e poderosa, enquanto Anna está sempre ao seu lado, dando o apoio e a coragem que a irmã precisa.

Aqui conhecemos um pouco mais sobre o passado da Rainha Iduna e do Rei Agnarr, falecidos pais de Anna e Elsa. A mãe tem, inclusive, a própria música, que na versão em inglês é interpretada por Evan Rachel Wood (Across The Universe), e que também ganhou uma versão interpretada pela cantora americana Kacey Musgraves.

Into The Unknown é o novo Let It Go?

Por falar em música, o filme está recheado de novas canções. Ainda não há como saber se “Into The Unknown”, um dos solos de Elsa, será o “novo let it go”, mas eu garanto pra vocês que as novas músicas são tão boas quanto as do primeiro filme. 

A animação estreou em boa parte do mundo no dia 22 de Novembro, e já arrecadou mais de 350 milhões de dólares, sendo assim a maior bilheteria mundial de um filme animado. Haja coração para esperar até janeiro, hein? Mas aguentem, a espera vai valer a pena! E cuidado com os spoilers!

Lembrando que Frozen 2 estréia dia 2 de janeiro de 2020 em todos os cinemas do Brasil.