Raphael (Ph) Carmo

20 jul, 2017

Filmes

Edgar Wright é um diretor muito querido de muitos amantes do cinema, o diretor de Scott Pilgrim e da Trilogia do Sangue e Sorvete sempre entrega filmes bem divertidos com uma direção frenética. Em 2017 ele vem com um filme que ao mesmo tempo segue sua fórmula mas inova em alguns aspectos. Confira nossa crítica SEM SPOILERS.

Em Ritmo de Fuga (Baby Driver no original) conta a história de Baby (Ansel Elgort), um jovem motorista de fuga que trabalhara para um criminoso (Kevin Spacey) ajudando nos seus roubos, o moleque é um exímio motorista e sempre faz seus trabalhos ao som de ótimas trilhas sonoras. O jovem vive uma vida dupla enquanto tenta fugir desse mundo de crimes, cuida do seu pai adotivo e paquera com uma garçonete.

Resultado de imagem para baby driver

Não dá para começar a falar do filme sem comentar sobre sua fantástica trilha sonora e a forma como ela é colocada na narrativa. Mais do que um suporte para as imagens, as trilhas sonoras no longa são parte importantíssima da narrativa. Baby precisa das músicas para se concentrar por causa de um acidente que sofreu, e isso é sua grande arma quando está atrás do volante. A trilha é colocada de forma muito simbiótica com a trama, sempre com músicas empolgantes em perseguições e até com sons de tiros em sintonia com a batida das músicas, mas tudo de forma muito natural.

Algo do tom do filme me surpreendeu positivamente, eu esperava um filme mais zueiro sem muito compromisso com a realidade, mas felizmente Wright entrega uma trama com muita tensão. Baby é um jovem que não está acostumado com a vida de crime, e por olhar aquilo tudo pelos seus olhos, nós sentimos o seu medo e tensão nas cenas. Ele sempre está tentando passar de fodão mas na verdade sempre tá morrendo de medo por dentro.

Resultado de imagem para baby driver

O filme também está impecável de qualidade técnica, além do ótimo som já dito antes, existem umas cenas muito bem executadas com planos sequência sincronizando música com as cenas que claramente foram bem difíceis de executar. As cenas de perseguição também são bem empolgantes e super bem feitas, não deixando nada a desejar dos clássicos do cinema do gênero.

Em Ritmo de Fuga também traz um elenco de ótimas estrelas como Jamie Foxx, John Hamm e John Bernthal. Os personagem são bem caricatos mas todos tem seu estilo e personalidades bem definidas, entregando diálogos não só bem divertidos mas também muito tensos.

Resultado de imagem para baby driver

O único aspecto que deixa a desejar no filme é o romance, com muitos clichês e se desenvolvendo de forma não natural. Existem também algumas coincidências Ex Machina mas isso é o filme não se levando muito a sério, então não é algo muito problemático.

Em Ritmo de Fuga é um filme de ação e comédia super empolgante que vai te deixar maluco com a trilha sonora recheada de blues e rock. É uma aula de como usar músicas em filmes de forma natural e que é importante para a narrativa. Super recomendado!

Deixe um comentário