Indicação natalina nas Sequências que queremos, e a bola da vez é Um Herói de Brinquedo!

As décadas de 1980 e 1990 foram muito frutíferas para atores brucutus como Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger. Além de consolidados em franquias de filmes de ação, esses indivíduos também se aventuravam em filmes de comédia como Júnior, Um Tira no Jardim de Infância e Pare, Se Não Mamãe Atira!

Muita coisa rolou na história do cinema desde então. Diversas ondas revival chegaram com Os Mercenários, além de novos filmes de Rocky e Terminator. Então por que não relembrarmos aquelas comédias despretensiosas estreladas por esses dinossauros do cinema?

Nessa vertente, nada mais oportuno do que propor uma sequência para Um Herói de Brinquedo, filme protagonizado por Arnold Schwarzenegger em 1996 no qual ele passa por poucas e boas para conseguir o presente de natal (Turbo Man, um action figure muito legal) para o filho. Acontece que Howard (Arnold) é um patriarca desatento com a família, dedicando a maior parte do seu tempo exclusivamente aos negócios. Desse modo, fica óbvio prever todo um aprendizado no filme de “como valorizar a família” e mensagens positivas natalinas em geral. Mais clichê impossível, mas é tudo tão legal que ele acaba se tornando o próprio Turbo Man no final da história (desculpas pelo spoiler).

Com os filmes de super-heróis arrecadando bilhões anualmente, o cenário para piadas satíricas em relação a esse sub-gênero está escancaradamente aberto, e é incrível como como poucos executivos de Hollywood conseguem enxergar esse mercado potencial muito bem aproveitado por Deadpool, para citar um exemplo. Há espaço para mais ousadia aqui.

Você pode argumentar a respeito da idade avançada de Arnold Schwarzenegger, mas onde alguns vêem problemas outros enxergam oportunidades. Eis então em Um Herói de Brinquedo 2 a chance de mostrar Arnold numa nova condição nunca vista em sua carreira: como avô! Seria um papel agregador no vasto currículo do ex-governador da Califórnia e (se Deus quiser) futuro presidente dos EUA. Pra quem duvida de como ele anda atualmente, basta segui-lo em redes sociais como o Snapchat.

O agora vovô Howard poderia estar acompanhado de alguma forma pela sua família original também. O ator mirim que deu vida ao seu filho no primeiro Um Herói de Brinquedo é Jake Lloyd, que interpretou o também diminuto Anakin Skywalker (futuro Darth Vader) em Star Wars: A Ameaça Fantasma. Atualmente, Lloyd está com 27 anos e não tem feito praticamente nada no ramo da atuação desde então. Outra a ressurgir poderia ser Rita Wilson (a espoda de Schwarzenegger no filme), que hoje está casada com Tom Hanks.

Pode parecer até um pedido insano de um adulto amargurado, mas Um Herói de Brinquedo 2 poderia oferecer um natal redentor em 2017 ou 2018, depois de tantos problemas nesse caótico 2016. Reviver o espírito natalino com esses filmes de qualidade questionável, mas carisma imensurável é uma forma de seguir em frente.

Obs: Não venha dizer que Um Herói de Brinquedo 2 já foi feito, pois ignoramos aquela abominação estrelada por um tal de Larry The Cable Guy.

Feliz Natal!