Ainda lembra da sensação que tomou conta do seu corpo quando a Sony anunciou a parceria com a Marvel que colocaria o Homem-Aranha finalmente no MCU? A alegria de ver um personagem tão querido retornar ao lugar de onde nunca deveria ter saído é imensa. Passados alguns meses e depois de várias especulações, Tom Holland foi escolhido como o novo Peter Parker. Seu novo filme solo ganhou data de estreia e ele foi confirmado em Capitão América: Guerra Civil. Já vimos, mesmo que por pouco tempo, seu novo uniforme em ação. Tudo correndo como o planejado. Mas a cereja do bolo ainda estava por vir. Durante a CinemaCon 2016, a Sony aproveitou seu painel para pegar o público de surpresa.

Entre os anúncios da sequência do divertidíssimo Zumbilândia e do crossover entre MIB e Anjos da Lei, o estúdio divulgou o título oficial do novo filme do Homem-Aranha: Spider-Man Homecoming. Fazendo uma tradução rápida no Google Tradutor, fica algo como Homem-Aranha De Volta ao Lar, que é um subtítulo bem mais sugestivo do que você pode imaginar. A logo oficial tem uma pegada das antigas HQ’s do personagem, o que está de acordo com a ideia de beber mais dessa fonte e incorporar o espírito moleque que já estamos acostumados. Mas existe uma grande questão nisso tudo. O papel do Aranha no filme da Guerra Civil ainda é um incógnita. Não sabemos o quanto ele será afetado pelos eventos do filme ou o quanto pode interferir na trama.

Kevin Feige já garantiu que o filme não abordará mais uma vez a origem do personagem, o que abre um leque maior de possibilidades para as histórias que podem ser contadas. Num pensamento rápido De Volta ao Lar pode se referir ao retorno do personagem para sua rotina após os eventos da Guerra Civil. Mas as coisas nunca são tão simples assim. Por isso vamos usar aqui de um exercício de imaginação.

spider-man.0.0

De Volta ao Lar é o título de um dos arcos mais controversos do Homem-Aranha. Escrita por J. Michael Straczynski e desenhada por John Romita Jr, a história apresenta uma origem mística para os poderes de Peter Parker. Quando ele conhece um homem chamado Ezekiel, as coisas viram de cabeça para baixo. Além de possuir os mesmos poderes que o Homem-Aranha, Ezekiel surge com uma revelação: não foi a radiação que deu os poderes para Peter e sim uma força totêmica. Junto disso, um novo vilão aparece para animar as coisas. Intitulado Morlun, ele se alimenta de pessoas que possuem essa tal energia mística, o que coloca o escalador de paredes em seu menu. O Abutre, que é apontado como possível vilão do filme, também tem ligação com esses totens. Então poderíamos pensar nele como uma ferramenta para acabar com o herói. Morlun apareceu recentemente no Spider-Verse, reascendendo assim sua rivalidade com o cabeça de teia. Pode parecer loucura, mas vale lembrar que o Doutor Estranho vem aí e o MCU vai ganhar contornos místicos.

O elenco completo do filme ainda não foi anunciado, então tudo ainda é uma caixa de surpresas. Histórias envolvendo diretamente Gwen Stacy ou Mary Jane podem acabar ficando para depois. Mesmo sendo um garoto no colegial, nada impede que Peter encare algumas situações pesadas. Guerra de Gangues é uma história que tem muita ligação com outro mundo da Marvel: o das séries. Se você acompanha Demolidor na Netflix sabe que as coisas andam quentes em Hell’s Kitchen (entendeu essa? foi muito boa). Com o Rei do Crime fora do jogo, as gangues brigam para assumir o controle do submundo de Nova York. Na trama da HQ, o Homem-Aranha precisa intervir antes que a disputa fuja do controle. No ápice do problema ele recebe uma ajuda do Demolidor e do Justiceiro. E olha só, ambos enfrentaram uma situação parecida na segunda temporada da série do Homem sem Medo. Tudo bem que é quase impossível que essa galera da Netflix apareça no cinema, mas não custa sonhar. Mesmo não sendo seu estilo, o Abutre pode assumir o controle dessas gangues e complicar a vida do Homem-Aranha. Um cenário tão desafiador como esse faz parte da rotina de Peter Parker e é excelente para mostrar seu lado heroico que conquistou uma legião de fãs.

maxresdefault

Mas a história que parece melhor se encaixar é Curva de Aprendizado. Não é novidade que os filmes da Marvel bebem um pouco do extinto Universo Ultimate, o que pode ser uma boa opção para esse novo Homem-Aranha. Na trama, Peter acabou de ser contratado pelo Clarim Diário e ainda tá tentando entender sobre esse lance de heroísmo. Mas vai precisar aprender rápido já que enfrenta o Rei do Crime logo de cara, um de seus inimigos mais mortais. O problema dos personagens das séries Marvel aparecem nos filmes torna-se novamente um empecilho aqui. O Abutre mais uma vez pode ser o substituto. O mesmo rumor que o coloca como vilão do filme também afirma que ele não irá trabalhar sozinho. Nada melhor que problema em dobro para quem está começando na vida de super-herói. Um Peter Parker mais jovem, ralando para ganhar uma grana, enfrentando vilões malucos, tentando ter uma vida social e etc. Não existe um cenário mais HQ do que esse.

Claro que existem muitas outras histórias que podem ser adaptadas e até mesmo outros vilões que podem ser utilizados. Mas é impossível não se pegar imaginando esses cenários. É a empolgação que o Homem-Aranha causa nas pessoas. Com direção de Jon Watts, Spider-Man Homecoming chega aos cinemas no dia 7 de julho de 2017. Ainda esse mês o personagem estreia no MCU em Capitão América: Guerra Civil.