A atriz Frances McDormand que venceu o Oscar de melhor atriz por Três Anúncios para um Crime, na nonagésima edição fez um discurso lindo sobre diversidade, fechando com o termo “Inclusion Rider“. Confira:

A atriz pediu para que todas as mulheres da plateia se levantassem e também falou para que os produtores procurassem cada uma delas durante a semana porque todas tem projetos e ideias que querem levar para frente. Para fechar, ela disse as seguintes palavras: “Inclusion Rider”. Mas o que significa isso?

Esse termo foi criado por Stacy Smith em um TED Talks em 2016. De forma resumida, é uma cláusula no contrato de um ator pedindo mais diversidade nas produções de filmes. Confira a apresentação com legendas em português:

“Um filme comum possui entre 40 e 45 personagens falantes”, explica Stacy. “Eu concordaria que de 8 a 10 são importantes para a história. Não existe motivo para que o resto dos outros 30 papéis não reflitam a demografia do mundo onde eles habitam. Uma cláusula de equidade no contrato de um ator de grande porte pode estipular que esses papéis reflitam o mundo onde nós vivemos.”

Frances falou nos bastidores do Oscar, “Você pode pedir pelo menos mais 50% de diversidade não somente no cast, mas também na equipe de produção. Eu acabei de perceber que depois de 35 trabalhando na indústria, nós não estamos indo para trás.”

Algumas atrizes já como Brie Larson já informaram nos seus twitters que apoiam a causa, pedindo que mais pessoas a sigam.