Super-produção com Scarlett Johansson, Ghost in the Shell chega aos cinemas dia 30 de março

Enquanto a Marvel Studios fica de bobeira e não faz logo um filme da Viúva Negra, eis que já estamos prestes a poder conferir mais um longa estrelado pela musa Scarlett Johansson em A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell. Foi com grande prazer que, a convite da Paramount (através da Palavra! – Assessoria em comunicação), fomos conferir 15 minutos do filme numa excelente sala IMAX no Cinépolis do Shopping JK Iguatemi. E esses poucos minutos serviram para para passar muito bem seu recado.

O conteúdo exibido lá não difere tanto do que podemos conferir nos trailers divulgados do filme, mas a oportunidade de ver cenas completas permitem uma percepção muito diferente do que meras conjecturas tiradas de um trailer, onde de fato os acontecimentos são totalmente picotados. O maior exemplo nesse sentido são os diálogos, e neles podemos atestas que, junto com a estética, há um delicioso aspecto nonsense muito usado nas produções orientais que contemplam ficção científica (já vale o ingresso por isso).

A mensagem é clara: você precisa ver esse filme em 3D, numa sala IMAX (ou qualquer serviço de alta tecnologia do tipo). A imersão é significativa seja nos cenários contemplativos cheios de propagandas holográficas, ou mesmo nas cenas mais comuns de ação. Mais precisamente, vimos lá o que aparentemente é a cena inicial de ação e boa parte da origem da Major (personagem de Johansson).

Para os fãs do mangá e animação de 1995, aparentemente não há o que temer. Há cenas que buscam os mesmos ângulos do material de origem, e a identidade visual é mantida mas potencializada. Maletas que viram semi-automáticas também dão as caras aqui, além da icônica camuflagem termo-óptica.

Só nos resta aguardar mais um pouco. A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell tem tudo para agradar a maioria. Seja pela atriz protagonista (que liderou as bilheterias em 2016), pelo apelo com os fãs de ficção científica (mais precisamente cyberpunk) ou mesmo com os fãs do conteúdo original, é um filme que promete.