Filme estrelado por Tom Hardy, Venom está disponível em Blu-ray, DVD e Steelbook. Selecionamos alguns pontos interessantes para a sequência da franquia

Algo inegável ao falarmos sobre Venom é que trata-se de um filme divertidíssimo. Apesar de alguns defeitos, que podemos atribuir principalmente ao diretor Ruben Fleischer, o longa estrelado por Tom Hardy trouxe algum ar de novidade ao já saturado cinema de personagens de HQs.

O fato é que o longa da Sony arrecadou nada menos do que US$ 850 milhões nas bilheterias pelo mundo, sucesso esse que vem se repetindo em home video com o recente lançamento do Blu-ray, DVD e Steelbook do filme. Para efeito de comparação, é quase a mesma bilheteria de Homem-Aranha: De Volta ao Lar mas com um orçamento mais enxuto. Desse modo, separamos alguns pontos que podemos e queremos esperar de Venom 2.

1. Vigilante

A abordagem do cinema para o personagem não vai deixar ele na posição de herói, tampouco como um vilão clássico. Sendo assim, em Venom 2 poderíamos ter uma atuação do protagonista como vigilante, uma espécie de Homem-Aranha mais implacável.

2. Carnificina

Essa é moleza: o final do primeiro filme indica, na cena pós-créditos, que o próximo grande adversário de Eddie Brock será o Carnificina, que será interpretado pelo querido Woody Harrelson. Apesar da piruca esquisita (visando aproximar o personagem, Cletus Kassady, de sua versão impressa), a Sony tem a possibilidade de criar uma história interessante, pois trata-se de uma versão ainda mais visceral do Venom clássico.

3. Vilões do Homem-Aranha

Já foi anunciado que teremos Jared Leto como o vampirão Morbius daqui algum tempo. Sendo assim, que tal uma participação especial em Venom 2? A Sony precisa aproveitar a boa receptividade do público com esse novo viés e rechear seus filmes! Além dele, há outros interessantes que renderiam uma boa história envolvendo Eddie Brock e seu trabalho como jornalista, como Kraven, Lagarto e tantos outros.

4. Participação de Tom Holland

Haviam rumores de que o atual Homem-Aranha, vivido por Tom Holland, poderia aparecer no primeiro Venom, algo que acabou não acontecendo. Mas o que impede dessa participação rolar? A propriedade nos cinemas é da Sony, então nada mais justo do que ter o cabeça de teia como mais um chamariz para a sequência, algo que a Marvel Studios aprendeu a fazer muito bem em seus filmes.

5. Outros simbiontes da Marvel

Além do Carnificina e de Riot (verdadeiro vilão do filme) há outros simbiontes rondando o universo Marvel, como Tumulto e Anti-Venom. A lista é muito grande (e podemos fazer uma só com eles futuramente).

6. Novo diretor

Com todo respeito a Ruben Fleischer, mas para um personagem como Venom talvez o mais indicado seja um outro diretor. O primeiro filme teve cenas interessantes, mas que mostraram claramente uma carência de alguém com mais visão na cadeira de comando. E a Sony precisa melhorar algumas falhas para garantir a longevidade da franquia nos cinemas. Uma dica? Tarantino! Brincadeira! Talvez um cara como Edgar Wright ou Adam McKay possam desenvolver um trabalho interessante.