Logo em sua estreia como cineasta, com “Madame Satã” (2002), o cearense Karim Aïnouz foi selecionado para o festival de Cannes. Agora, em 2019, ele voltou ao evento francês com “A vida invisível de Eurídice Gusmão”, exibido lá no dia 20 de maio. Sua  primeira empreitada depois de “Madame Satã”, a ficção “O céu de Suely”, também foi aclamada pela crítica, tendo vencido a mostra competitiva do Festival do Rio de 2006 e recebido prêmios na Grécia, em Cuba e no Uruguai.

O filme, que será exibido pelo canal Curta!, conta a história de Hermila, uma jovem da cidade de Iguatu, no interior cearense. Ela tentar melhorar de vida em São Paulo mas, sem sucesso, é forçada a voltar à terra natal e é abandonada pelo namorado — pai de seu filho —, que permanece na capital paulista. Diante desse quadro de solidão e desesperança, sob o céu de Iguatu, Hermila busca uma forma de escapar da condição em que se encontra. Ela adota o pseudônimo de Suely e decide rifar seu corpo. Produção da Videofilmes, “O Céu de Suely” será exibido na Quarta de Cinema, 29/05, às 21h.

Continue no CosmoNerd para mais novidades, listas e análises da cultura pop, geek e nerd. Aproveite para se inscrever em nosso canal do Youtube, ativando as notificações para não perder nenhuma novidade em vídeo.