Segura a bomba! Segundo o Deadline, James Gunn está de volta à direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3.

A notícia é confirmada pelo site, que afirma que Gunn e Alan Horn, presidente da Disney Studios responsável por sua demissão, andaram se reencontrando. Horn, que foi o responsável pelo afastamento do diretor, teria decidido recontratá-lo.

E como ficam as gravações de Esquadrão Suicida 2? Calma! As notícias são de que a Marvel vai readequar seu calendário, colocando as filmagens do novo Guardiões para depois que o filme da DC for concluído.

Para refrescar a memória, James Gunn foi demitido da Marvel depois de descobrirem antigas postagens do diretor. Nelas, Gunn fazia piadas com estupro, pedofilia e outros temas delicados. Depois de seu pedido público de desculpas, parece que a imagem negativa do diretor com a Disney foi amenizada.

Contribuiu para esse retorno também a boa conduta que ele sempre teve com os fãs e com os colegas e elenco a seu comando, onde atores como Dave Bautista (que interpreta Drax) se manifestaram publicamente contra a primeira atitude da Disney em afastá-lo.

Com os fãs sua relação sempre foi positiva, onde ele promovia lives falando sobre diversos outros assuntos. Em 2007, ele esteve no Brasil para a CCXP reforçando essa imagem.

Além da direção dos dois primeiros Guardiões da Galáxia, James Gunn também foi um dos produtores de Vingadores: Guerra Infinita, onde auxiliou os irmãos Joe e Anthony Russo na construção das cenas envolvendo os personagens que comandou anteriormente.

No entanto, fica a dúvida a respeito da estreia do terceiro filme. Antes da demissão, o novo filme de Peter Quill e cia era previsto como um dos primeiros da nova fase da Marvel após Vingadores: Ultimato, mas o projeto foi adiado devido às polêmicas.

Aguarde mais notícias sobre esse surpreendente retorno em nosso site.

Gostou desse retorno, conte-nos abaixo nos comentário!