Os prêmios do filme AS BOAS MANEIRAS foram recebidos nesta noite pela produtora Sara Silveira e pelo distribuidor do longa Jean-Thomas Bernardine, da Imovision. Os diretores Juliana Rojas Marco Dutra estão a caminho do Festival de Busan, na Coreia do Sul, para acompanhar as exibições no evento.

AS BOAS MANEIRAS é uma produção da Dezenove Som e Imagens, com coprodução da Globo Filmes e das companhias francesas Urban Factory e Good Fortune Films.

O longa tem no elenco principal a portuguesa Isabél Zuaa, que acaba de ganhar Menção Especial no Festival de Stiges, Espanha, as atrizes e cantoras Cida Moreira e Marjorie Estiano, além do ator infantil Miguel Lobo.

AS BOAS MANEIRAS fez sua estreia mundial em agosto, no Festival de Locarno, onde recebeu o Leopardo de Prata, segundo prêmio mais importante do evento concedido pelo júri oficial. No mês seguinte, o filme faturou três prêmios em festivais internacionais: no L`Étrange Festival, em Paris, ganhou o prêmio do público. Em Austin, os diretores receberam Menção Especial do júri oficial do Fantastic Festival, considerado o mais importante evento de cinema do gênero, e no Biarritz Amérique Latine, mais uma Menção Especial. No Festival de Sitges, Espanha, o longa ganhou o Prêmio da Crítica e a atriz Isabél Zuaa recebeu Menção Especial do Júri.

AS BOAS MANEIRAS é uma fábula de horror e fantasia que parte do envolvimento de duas mulheres de mundos opostos. Clara (Isabél Zuaa) é uma enfermeira da periferia de São Paulo contratada para ser a babá do filho que Ana (Marjorie Estiano) está esperando. Uma noite de lua cheia provoca uma inesperada mudança de planos e Clara assume a maternidade de uma criança diferente das outras.

Filmado em São Paulo e Barueri, o longa de Juliana Rojas e Marco Dutra, também autores do roteiro, tem fotografia do português Rui Poças (O OrnitólogoMorrer Como Um HomemTabuAquele Querido Mês de Agosto, Zama), montagem de Caetano Gotardo (diretor de O Que Se Move e montador de Trabalhar Cansa) e direção de arte de Fernando Zucollotto (Trabalhar CansaUm RamoTrópico das Cabras). Guilherme e Gustavo Garbato (Quando Eu Era Vivo) assinam a direção musical do filme, além de serem autores da trilha e das canções junto com Juliana e Marco.

No Brasil, este longa foi realizado com incentivos da Lei do Audiovisual, através do Fundo Setorial do Audiovisual/BRDE; ANCINE; BNDES; Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo/SABESP; SPCine / Secretaria Municipal de Cultura e Globo Filmes. AS BOAS MANEIRAStambém teve apoio do MRE/Itamaraty. A coprodução com a França foi viabilizada com parcerias do CNC – Centre National du Cinema et de L’Image Animée, do Canal + e da ZDF/ARTE.